Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

30
Nov15

Dançar à chuva

Carolina Cruz

9.jpg

 

Vem comigo. Vamos dançar na rua, vamos? 
Dançar à chuva, sentindo cada gota de água nossa bênção de amor eterno.
Deixa que ela leve todas as nossas preocupações, e nos traga tempo, sabedoria e esperança de sorrir mais vezes do que chorar e se pudermos chorar de alegria. 
Vamos balançar no tempo, deixando que ele seja fruto da nossa união, e a nossa união seja a nossa vida para que todos os dias, as gargalhadas se unam num beijo sem fim.

29
Nov15

[O teu olhar] Sê a minha luz

Carolina Cruz

Sê a luz que me guia até ao infinito e me embrulha de sonhos.
Sê aquela que me faz parar, olhar-te e pensar quem sou, de onde vim e para onde vou. Sê aquela que me orienta e não me deixa cair na rotina da fatalidade.
Encaminha os meus olhos, luz brilhante, faz com que não se encham de lágrimas mas que se abram num sorriso esperançoso. 
Olhai-me e me abrace, e então em ti tudo serei, aquilo que outrora, em menina, sonhei...

 

11.jpg

 Foto de AMF Photography

28
Nov15

[Cinema] 3 filmes que abordam o autismo

Carolina Cruz

Para um fim-de-semana frio deixo três filmes que nos deixam a refletir sobre o autismo e nos permitem conhecê-lo melhor.

I am Sam

43.jpg

“I am Sam” é uma poderosa história que expressa a luta de um pai diferente. Sim, diferente de todos os outros, porque, na verdade, tem tempo para a sua filha, para brincar com ela, para a conhecer melhor que ninguém e para amá-la, amá-la verdadeiramente.
Sam é autista, mas isso não o torna incapaz, muito pelo contrário, a sua sensibilidade é aquela que todos nós, seres humanos, precisávamos de ter. Ele conforta na dor, ele respeita-a, elogia os outros e detesta mentir.
Sim, é diferente e que importa? “I am Sam” demonstra como é bom conviver com esta realidade. A resposta a esse convívio e crescimento cabe a Lucy, que aprendeu muito com o seu pai, aprendeu a ser dócil, a respeitar os outros, a ter compaixão, a gostar de si e de ser feliz.
Há uma prova de amor a cada minuto, que nos ensina e nos mostra como é bom sermos diferentes, tolerantes e amarmos os outros.

 

 

 

52.jpg

 What's Eating Girlbert Grape

Com a interpretação fantástica de Leonardo DiCaprio, este filme conta a história de Gilbert (Johnny Depp) que tudo faz pelo seu irmão Arnie (autista, interpretado por DiCaprio) e que sempre fora responsável por ele, pela sua força, jeito saudável e o seu crescimento. 
Esta é uma história emocionante e amorosa de uma família com uma força incrível, e que vê Arnie como alguém muito especial, que ninguém pode magoar, a quem todos devem respeitar e permitir-lhe ser feliz. 
Vale a pena assistir pela força que é transmitida em cada enredo e em cada passagem, procurando os sonhos, a realidade e viver o melhor possível, que é a mensagem deste filme incrível!

 

Adam

60.jpg

 Adam é o seu nome, um rapaz com 29 anos de idade, com síndrome de Asperger, mas isso não o define, a sua definição é meigo, curioso, inteligente e quando gosta demasiado de uma coisa é empenhado a 100%.
O filme intitulado com o seu nome: “Adam” é um romance diferente que envolve muitas pequenas coisas da vida que tantas vezes nos passam ao lado e com Adam, o pequeno príncipe, sonhador e amante como o verdadeiro principezinho aprendemos que os pequenos detalhes valem tanto, pois embora Adam tenha uma grande dificuldade na comunicação, no olhar o outro e gerir os seus sentimentos (características determinadas pelo asperger/autismo), ele ama, ele é intolerante à mentira e vive sobre a verdade da vida e do que é: genuíno.
Um filme que nos apega e nos faz sorrir, uma história emocionante do início ao fim.

 

Bom fim-de-semana! :)

27
Nov15

Amor meu

Carolina Cruz

8.jpg

 

Sobre o meu olhar surge uma ruga, de sorrir por te ver sorrir e saber que a metade do teu coração se encaixa no meu. 
É a minha perfeição, a minha lei e a minha felicidade, a minha ruga vincada que nasce do tempo e da certeza do que é te ter.
Que muitas mais rugas se rasguem em meus olhos e nos teus e, que eu possa tirar prazer de envelhecer a teu lado, sem contemplar o rosto da solidão e poder te abraçar para sempre, amor meu.

 

 

 

26
Nov15

Luta!

Carolina Cruz

4.jpg

 

 

 

Nunca te subestimes, nunca digas que não és capaz sem fazer o esforço de tentares e mais importante que isso é nunca deixares que ninguém te faça desistir dos teus sonhos, sejam eles quais forem, ou como forem: pequenos, grandes, enormes ou metaforicamente impossíveis . 
Nunca ninguém (nem mesmo tu!) pode dizer que não és capaz sem realizar o que estava prometido e que é da tua conta viver.
Está escrito, sim, mas tu também fazes o teu destino, e o primeiro passo? É acreditares em ti, se não nada está ao teu alcance. Luta!

25
Nov15

Vem e... demora!

Carolina Cruz

Vem-me buscar desta tua ausência, vem e traz um abraço apertado. Sabes, meu amor, tenho saudades tuas. Há tanto tempo que não o dizia, é como um espinho de rosa que se finca no meu coração, é uma dor fina e medonha, não a quero sentir mais. Vem.
Vem e traz-me o teu mais sincero beijo, aquele que tem a tua doçura protetora e o jeito de me fazer tão feliz, vem e promete que ficas, comigo, por entre os meus braços sem nunca me perderes de vista. Não deixes que esse teu olhar matreiro possa nesta vida desejar outro alguém que não eu… Vem e demora, demasiado tempo, até que seja um sempre.

19.jpg

 

24
Nov15

Se estás ao meu lado

Carolina Cruz

61.jpg

Os meus olhos refletem teu olhar, o meu amor é maior que qualquer sentimento que outrora vivi. 
Não, jamais minto! A realidade é vivida a cada dia que passa, o conforto que sinto é cada vez maior, parece que não quer parar de crescer e a verdade é que não deve querer mesmo. 
Somos feitos da mesma carne e de amor, muito amor e muita cumplicidade, perder-te seria perder uma parte de mim, és a minha metade, aquela que me dá conforto quando o mundo parece ruir, a força que me dá esperança para seguir em frente, és aquele pedaço de mim que me faz hoje ser como sou e ter orgulho no meu "eu".
Não descanso sem dizer-te que és mais que muito e, com medo que as palavras me possam faltar um dia, o que é dito é sempre puro, mais do que sempre julguei sentir, não consigo temer o futuro se tu estás ao meu lado.

23
Nov15

[Ficção] Um momento eterno

Carolina Cruz

2.jpg

 

Ela estendeu-lhe a mão para que ele pudesse provar o infinito das estrelas. 
Com ela não existiam medos, existiam vontades imensas, de sentir o sabor de se estar vivo e amar esse pequeno grande facto.
Mesmo que o tempo pudesse magoa-los ou separá-los, o importante era o agora, nada mais, apenas isso: o presente.
O presente que era somente deles os dois e no qual ninguém tocaria porque era seu, eles eram senhores do seu tempo e da sua alma, num fulgor sem fim.
Enfim, amor. Também paixão, ou talvez só donos da sua emoção, de um momento eterno.

20
Nov15

A natureza da nossa alma

Carolina Cruz

14.jpg

 

Vamos trazer à vida toda a paz que ela merece, vamos mostrar como tudo pode ser bonito na sua simplicidade. 
A natureza mergulha-nos na existência e na serenidade, leva-nos aos mais felizes recantos da nossa alma, faz-nos sentir como se nada mais pudesse existir, somos pertencentes dela e o nosso foco fixa-se apenas a lutar pelos nossos sonhos.
Na inquietude da nossa alma, somos fortes o suficiente para saber dizer não e nos embalarmos na certeza de que o nosso pensamento e a defesa dele são importantes, pois no sossego da natureza encontramos tudo o que é possível.
A sabedoria sabe que não há nada mais livre que sentir o vento ou um pássaro que canta à nossa volta, a vida é amor, felicidade, basta acreditar, sentir.
Sentir a natureza da nossa alma.

17
Nov15

[Ficção] Apenas ilusão

Carolina Cruz

33 versos-pequenos.blogspot.jpg

 

Está escrito por todo o lado, o que me cruza o caminho e o que me esquece de tudo o que posso fazer com e até sem ti! 
Faltam-me as palavras, as memórias e os desejos porque o que sinto é mais forte e puro do que realmente imaginava. Infelizmente mais triste do que pensava.
Recordo-me dos tempos em que riamos juntos, em que te enervavas e a minha força fazia-te acalmar vezes sem fim. 
Não me deixes para trás, acredito que seríamos somente um só, perdidos entre toda a multidão, mas sempre unidos. 
Sinto a minha força interior a apodrecer o meu horizonte, a forma que queria ver o nosso mundo é atravessada por um muro. 
As barreiras são enormes, os esforços inúteis, falta-me a coragem, o sabor, falta-me até o choro estampado no rosto mas encurralado no olhar, um encurralamento que me faz sonhar. Ia tornar-me no que sempre sonhei ser e tudo isso viria a acontecer mas acordo. 
Acordo de novo afastada desse olhar, tão longe desse sonhar, e vejo que nada passou senão de uma recordação, um sonho, apenas ilusão.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D