Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

# Uma foto por dia: Maio e Junho

Boa noite meninos! Finalmente  Maio e Junho chegaram ao blog!

É verdade... Maio estava em falta nestas andanças de "Uma foto por dia" mas a verdade é que a minha ausência tem-se vindo a notar também na impossibilidade de fazer posts como este (os que têm lido são já foram agendados anteriormente!).
Hoje, finalmente, consegui fazê-lo e espero que em breve possa regressar em grande para vos responder aos comentários e visitar os vossos blogs, obrigada pela vossa constante simpatia e por gostarem tanto deste cantinho que abraço de coração, que é também a minha casa!

 

Então vamos lá... Como foram estes dois meses? Maravilhosos. Cheios de coisas boas e novas etapas! Maio trouxe novas oportunidades de emprego e Junho o sol! :)

 

P.s. No instagram e na página podem seguir mais cedinho!

 

PicMonkey Collage1.jpg

122/366 - Que belo encaixe.
123/366 - Amor <3
124/366 - Nuvens
125/366 - 7up
126/366 - mais um da lista para ler

PicMonkey Collage2.jpg

127/366 - Sessão de cinema com a aniversariante Mia
128/366 - clarear um pouco mais #mudanças
129/366 - Antes de dormir. #rotina #mebeforeyou
130/366 - Alguma coisa que adoro: LER
131/366 - O meu fiel companheiro de guerra!

PicMonkey Collage3.jpg

132/366 - De manhã é que se começa o dia!
133/366 - Hoje no desafio é dia de por do sol, mas se ele não vem, como é que se há de pôr?!
134/366 - o que não pode faltar? amor!
135/366 - os (meus) olhos mais sinceros.
136/366 - (A silhueta da bela) natureza.

PicMonkey Collage4.jpg

137/366 - Um bom hábito: Hidratar a pele.
138/366 - Tantas vezes ainda opto por esta tecnologia! ADORO!
139/366 - Os meus sapatos.
140/366 - Uma coisa que quero muito: escrever durante toda a minha vida!
141/366 - Dentro da minha bolsa anda sempre um livro.

PicMonkey Collage6.jpg

142/366 - Sou uma perdida por massas.
143/366 - A minha inspiração só tem um lugar.
144/366 - padrões florais, adoro!
145/366 - doce e elegante Mia.
146/366 - o mais engraçado de leres é que as personagens que são estranhos que não conheces deixam marca em ti.

PicMonkey Collage8.jpg

147/366 - café da manhã.. Ou da tarde?!
148/366 - "vamos celebrar a vida, não nos faltam razões! Não existem problemas, só existem soluções"
149/366 - na rua que ganhou premio por ser a mais florida da Lousã.
150/366 - preto e branco #onephotoaday#estudioeduk
151/366 - planto um sorriso para o mundo#onephotoaday #estudioeduk

PicMonkey Collage9.jpg

152/366 - about me
153/366 - One vision! Yeah!
154/366 - se fazes o que amas, não é trabalho algum, é paixão pura
155/366 - Já chegou!!! Ansiosa para ler. — com Ana Ribeiro
156/366 - party!


PicMonkey Collage33.jpg

 

157/366 - pré aquecimentos para o Verão
158/366 - trabalhar em boa companhia
159/366 - São os sonhos que nos fazem voar
160/366 - "É possível amarmos muito alguém, pensou. Mas o amor que sentimos nunca é tão grande como a saudade" #johngreen#teoremakatherine
161/366 - as famosas francesinhas do Atenas
162/366 - eu e a minha criança peluda a ver "The Peanuts"

 

PicMonkey Collage11.jpg

163/366 - Quase quase no fim. #johngreen
164/366 - preto no branco. / fotos tiradas ao acaso que resultam bem.
165/366 - "knock, knock", que filme :o
166/366 - um vicio chamado Castle!! #series#castle
167/366 - terminado! :D Opinião? Não chega nem aos calcanhares de "à procura de alaska"#johngreen

PicMonkey Collage12.jpg

168/366 - inseparáveis. @anokasribeiro é bom demais, mas tenho de ir trabalhar. — com Ana Ribeiro.
169/366 - acabando a season2 :') #castle
170/366 - festa caipy #historicobar — em HistoricoBar.
171/366 - Eu gosto é do verão!
172/366 - Cinema em casa.

PicMonkey Collage13.jpg

173/366 - qualidade de vida de uma pessoa cansada
174/366 - Aproveitando o sol <3
175/366 - "Depois de um sim ou não, há sempre um amanhã" #thegift
176/366 - sol de fim da tarde

PicMonkey Collage15.jpg

177/366 - Volta S.João! #sjoaolousa2016 #dama
178/366 - nunca se está só com um livro.
179/366 - Piquenique no carro
180/366 - "ta tranquilo , ta favorável"

Meu coração é só amor.

7.jpg

 

É verdade, não te minto, meus olhos são só sinceridade pois, meu coração é só amor. 
Falo o que tenho a dizer e não temo, porque tenho a certeza que o destino nos uniu para sempre, nos fez para sermos só um do outro e eu sei, que o tempo é o nosso melhor amigo, além de nós.
Não podemos largar os sonhos das nossas mãos, porque eles somos nós, são feitos da nossa essência. Não nos podemos largar senão seremos metades incompletas, criadas do mesmo fruto, que falecem desunidas.
Por isso, meu amor, ficaremos como o destino sempre quis, juntos.

Pudesse eu tocar o céu.

9.jpg

 

 

O sol me encanta, faz brotar todos os meus sonhos, tornando-os em realidade, florescendo em mim o maior sorriso do mundo.
Pudesse eu tocar o céu quando o sol se põe, fazendo descer a estrela que brilha lá do alto para me acompanhar! 
Como a admiro, como sei que faz o que é para ser feito, dando lugar às formas apetecíveis de se viver.
Como ela, vou mostrar que há vida sem solidão mesmo depois da noite escura, vou brilhar todos os dias e mostrar a todos aqueles que duvidaram, que sou como essa estrela brilhante que sabe desvendar cada mistério de palavras e gestos e com o seu grande coração agradecer tudo aquilo que se tem e tudo aquilo que se dá no melhor de si, para o mundo.

# Completas-me 5 - Com Plutão

Hoje, o "Completas-me" é com Plutão, do blog muito especial Um dia em Plutão que de forma brilhante nos fala com o coração, sobretudo sobre o amor. Se não conhecem, façam-no, vale a pena, assim como a leitura deste texto escrito a duas mãos:

 

"Sophie estava de visita a Portugal, a primeira desde há meio ano que partira para Paris. Conseguiu iniciar a especialidade que sempre quisera, cardiologia, desde sempre que gostava de cuidar dos corações dos outros, já o seu ficara sem tratamento. Foi após ter tomado tal decisão que conheceu Afonso, o rapaz que lhe deixara o coração palpitante. Sophie não desistiu da ideia, queria aproveitar a oportunidade profissional, mas o seu coração viajou apertado sabendo que deixara para trás uma história de amor. Eles pareciam perfeitos um para o outro, mas conheceram-se no momento errado. Sophie estava de volta e com certeza que se cruzaria com Afonso nalgum lugar comum ou por algum amigo em comum. Ansiava o reencontro, seis meses fora não apagaram o sentimento por Afonso, no entanto tanta coisa parecia ter mudado."

plutão.jpg

 

Ele estava diferente, parecia que a tinha esquecido, que tinha outra pessoa no seu lugar, enquanto Sophie nunca ocupara o coração, só tratara o dos outros.
Encontraram-se no bar onde iam todas as noites antes de partir e onde o seu grupo de amigos ainda se juntava. António levara a irmã, Sophie, até eles. O grupo estava animado a conversar. Quando viram Sophie fizeram uma enorme festa, à exceção de duas pessoas que de mãos dadas marcavam o seu amor. Afonso e Ana, uma das melhores amigas de Sophie.
“Vergonhoso” pensou, não lhe disseram nada até ao momento, ela merecia uma explicação, mas depois de os ver só lhe apetecia partir de novo para Paris, já tinha visto que cheguasse.
Sem cumprimentar os amigos decentemente, sem pensar, correu para fora do bar e um mau ambiente ficara no ar.
Lá fora chovia como se o mundo fosse desabar e em parte Sophie acreditava que o seu já estava sido derrubado.
Ao perceber a sua atitude, Afonso largando a mão de Ana correra até Sophie.
- Basta! – Disse ele quando a viu, a chorar por entre a chuva, também ele começara a chorar. – Foste tu que quebraste o nosso contacto, que disseste para seguir com a minha vida.
- Sim, desejosa de que quebrasses essa minha vontade de não te querer magoar, desejosa de que dissesses não, que superavamos tudo até a distância.
- Foste egoísta.
- Fui, mas porque te amava, porque não queria que sofresses tanto quanto na despedida.
- Para mim nunca fora uma despedida, era apenas um até já, mas tu quebraste-o...
- Quebrámos os dois..
- Quebraste-me.
- Tanto quanto voltar e ver-te com uma das minhas melhores amigas. Sinto-me traída. Eu merecia uma explicação, eu merecia uma palavra. Sabes quantas noites fiquei sem dormir? A sonhar que voltavas a entrelaçar a minha mão? Tantas. Estupidamente adormecia abraçada a mim própria, fechando os olhos e imaginando seres tu. E voltar e ver-te noutras mãos, é despedaçar-me a esperança que ainda estava em parte completa.
Ele queria tocar-lhe, entrelaçar as suas mãos nas dela, dizer que não estava certo, que ambos tinham sido egoístas, que ele não amava Ana, que apenas via nela o espelho de Sophie.
Eis que o seu choro intensificou, e perante o seu choro, Afonso correu até Sophie e beijou-a como se de um filme se tratasse. Nada mais importava, quem deixavam para trás, as histórias mal contadas, o egoísmo, a dor, a traição que era apenas fruto do tempo.
Apenas o amor permanecia, naquele momento em que as lágrimas se juntaram num só corpo à chuva, milhares de histórias foram recontadas e o amor voltou a florescer junto dos desejos eternos de viver um dia de cada vez, porque a pior distância é a de um coração partido.

A amizade é a nossa casa.

2.jpg

Eu pressinto que o melhor ainda está para vir, que os desejos que pedimos às estrelas possam por fim acalmar e tornarem-se em sonhos.
Eu sonho, sonho muito, mas a maior realidade do meu sonho é poder viver do mesmo jeito que vivo a sonhar, não há melhor sentimento que esse.
Transformo-me no que sou e no que sempre quis ser e nada mais importa, não importa os que não me quiseram, os que me quiseram deixar para trás e tornarem-me apenas numa memória, é algo que não vale a pena lamentar.
Tenho o que mais quero e descanso tranquilo porque nada me deixa mais feliz que aqueles que eu sei que serão sempre amigos meus, como irmãos, os que valem tudo, os que valerão. 
A amizade é a nossa casa, o amor a nossa união.

Sou eu e estou diferente.

32.png

 

Recordo-me, sou eu e estou diferente. 
Vivi um passado, o amanhã é o mundo, mas isso agora não importa, porque o que conta é o presente! 
As memórias são como o ser humano talvez por isso o destino as construa. 
Algumas memórias só nos cumprimentam de vez em quando, algumas ignoramos, outras sabem tão bem recordar, que trazem consigo um baú cheio de histórias e quando partem deixam imensa saudade. 
Outras ainda achamos estranhas, como foi possível viver aquilo, sentir o que se sentiu. 
Se me perguntasse a mim mesma se voltava a fazer o mesmo, eu diria que sim, afinal, tudo tem uma razão de ser, o tempo é apenas invenção do nosso consciente, simplesmente porque tem que ser e não há volta a dar. 
Definimos tempo demais quando devíamos chamá-lo de dádiva, acho que é isso que falta em alguns seres humanos: a falta de uma dádiva, a falta de agarrar um presente. 
Vive-se preso ao passado, porquê se tudo fez parte? Porquê se tudo já acabou? Se não tivemos o tempo certo ele não volta. Que importa? Vamos hoje fazer diferente, melhorar o que foi bom e remediar o que se tornou mau, só assim conseguimos viver com os pés assentes na Terra, só assim podemos ser alguém que, simplesmente vive, de alma e coração. A mudança é precisa, nós temos de estar cá para aceitá-la.

.

Um bom vivã

18.jpg

 

Não podemos desconfiar demasiado da vida nem podemos ter demasiadas expectativas, sabemos que uma quanta parte delas saem furadas. A vida tem um limite, apenas a tua capacidade de viver e de lutar por ela não.

Um bom vivã rege-se pelas seguintes regras:
1. ver o passado como um tempo finito, "não quero que volte, não o quero mudar, quero apenas e só recorda-lo, isso faz-me feliz, faz-me crescer."
2. viver o dia de hoje aproveitando cada sorriso, cada lágrima profunda, cada palavra, cada sentimento, cada abraço forte como se o amanhã fosse uma miragem.
3. O futuro pode existir, essa miragem, está perto e quando ele necessita ser projectado e pensado então aí peguemos nele, quando ele implorar, necessitar ser explorado.

Nunca ninguém escreveu certo sobre o que irá fazer amanhã. Quem é a pessoa certa, perfeita que hoje diz "amanhã será assim, assim e assim." e é mesmo? Os planos mesmos que parecidos nunca são exactamente certos, na vida só a morte é certa.
Por isso desfruta do que tens a teus pés, da dádiva que possuis, respira e deixa-te levar pela janela do sorriso, pela brisa suave da alma, somente ela importa.

 

(Foto: filme "127 horas")

Usa e abusa da vida!

15.jpg

 

 

Usa e abusa da vida! Só vives uma vez, ama, ama muito, apaixona-te e vive essa paixão como se não houvesse amanhã e como se fosse para sempre, acredita.
Acredita que és capaz e que és forte, que chegarás longe, luta pelo que acreditas, mesmo que ninguém acredite. 
Tu és alguém e esse alguém é capaz de mudar o mundo, nem que seja um pedacinho. Sorri e sorrir-te-ão de volta.
Não esperes que aconteça, faz por acontecer. Não te compares a ninguém, não te subestimes, nem aos outros. Ninguém é superior a ninguém, todos temos uma história para contar, algo que tem o seu brilhar.
Vive, vive muito! Vive, já!

Uma segunda oportunidade

5.jpg

 

Há pessoas que pedem um tempo para mudar. Abraçam o tempo em que foram diferentes e esperam pelo momento certo para fazerem as pazes com o destino.
- Uma segunda oportunidade. - parecem dizer, mas o silêncio invade a sua vida.
Quem não perdoa, também não sabe dar valor às mudanças da vida, e às surpresas que tem o prazer de nos oferecer, é tão bom sentir que há algo em nós que segue em frente após julgarmos que existia uma sorte que não batia certo.
Há melhor coisa que a vida nos ensinar que viver é muito mais que estarmos vivos? As oportunidades surgem para serem feitas, os momentos servem para perdoar, quando tudo nos faz realmente pensar.
Não há pior coisa que não sentir, que vivermos com a raiva em nós ou com um sentimento de superioridade por algo ou alguém. 
Não vamos mentir, vamos agarrar o dia, para acreditar que muitas mais histórias poderão seguir connosco em busca de sonhos novas.
Sim, vamos ser felizes!

* No (en)canto do meu olhar: Longe do mundo lá fora

12.jpg

 

Longe do mundo lá fora, aqui dentro o mundo é azul. Não digo que pinto as cores do arco-íris porque nada é perfeito, tudo tem o seu senão, mas tudo tem o seu porquê.
Ouve: o sentimento azul que permanece cá dentro tranquiliza, traz-me para outra dimensão completamente diferente daquela que conheço.
Transformas-te o mundo lá fora cá dentro, mas de forma livre, tens a capacidade de criar coragem na tempestade e isso conforta-me.
Daquele dia adiante a minha vida tomou um rumo diferente, o tempo, o pouco tempo parou e hoje fez-me ver como me sinto grata por viver e poder fazê-lo a teu lado, nesse mundo azul.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Outros lugares

Blogues à Mesa
3XQY_12a3qPlDRIcVpKJSt0ZO-QUA-vmBk3L3bSl7jI.png