Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

As asas que me fazem voar (13)

FB_IMG_1491763546118.jpg

 

- Ela tem razão.
Começou-me ele a explicar, os meus braços que o tinham abraçado desmoronaram.
- Não, espera. Ouve-me. É verdade que eu fui um atrasado no passado. Magoei a Jade e além dela foram muitas outras, em especial a minha ex-mulher e a minha filha.
Filha? Ele tinha uma filha e nunca tinha dito a ninguém? Questionei-o.
- Deixa-me continuar… – disse-me prestes a chorar.
» Quando comecei a minha carreira musical, já há vários anos… A minha família sempre foi muito religiosa, então acharam que se eu ia tomar este rumo, teria de casar primeiro. Eu já namorava com a Carol há sete anos e amava-a profundamente. Tínhamos vontade de casar, de fazer vida juntos, mas tínhamos apenas 20 anos… quem não se deslumbra com a fama e com tudo o que ela traz consigo? Especialmente naquela idade?
» Casamo-nos, fomos viver juntos e passado uns cinco meses, nem isso, ela engravidou, íamos ter um filho, mas eu estraguei tudo.
Nessa altura já andava na estrada há um ano e meio, quem me acompanhava, tornava tudo de fácil acesso, não só a agenda cheia, mas as drogas, o álcool, e como consequência o sexo.
Inicialmente eu comecei a negar a atração que tinha pela Jade, pois era casado, amava a Carol e fora com ela que sonhara ter uma vida a dois… mas eu fui tão otário que, em vez de pensar com o coração, as minhas atitudes eram tomadas pelo impulso e pela adrenalina depois dos concertos, o que não era desculpa, mas uma forma idiota de levar a vida. A minha mulher em casa com um filho meu na barriga e eu na cama com outras raparigas. Inicialmente eram fãs que se faziam a mim, eu convidava-as para entrar comigo no camarim e ali mesmo, por vezes, as coisas aconteciam. Eu metia-me com elas para negar que me sentia atraído pela Jade e sabia que ao ter aquelas atitudes eu já não amava a Carol. Eu não tinha respeito por ninguém, nem por mim mesmo.
» Era uma por dia, confesso… até ao dia em que Jade me fez frente, quase parecido como fez contigo, mas a sua fúria naquele momento era vontade de que eu lhe dissesse na sua cara que ela não me era indiferente, arrancou-me a aliança do dedo e espetou-me um beijo ardente à frente de todos aqueles fãs. Eu estava atordoado, só a puxei para dentro e lhe disse que daquela noite não passava, que sim que ela me deixava fora de mim… não me apercebi tão-pouco que tinha sido fotografado por um paparazzi. E isso é claro teve repercussões catastróficas…

(continua...)
 
 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Outros lugares

Blogues à Mesa
3XQY_12a3qPlDRIcVpKJSt0ZO-QUA-vmBk3L3bSl7jI.png