Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

22
Mai16

As minhas palavras

Carolina Cruz

1.jpg

 

 

Só envelhecerei quando tudo perder a cor, só morrerei se as palavras que escrevo deixarem de fazer sentido e já não servirem para nada.
Vejo o meu futuro ao longe e só tenho uma certeza, faça o que fizer da vida nunca me esquecerei das palavras, nunca perderei o hábito de as colocar no lugar certo e das expor com alma.
Eu escrevo como vivo e se algum dia as palavras me falharem, já não devo estar em mim.
O meu sonho será sempre que alguém me siga o percurso e que faça das letrinhas o meu sossego, levar a cada canto a minha alma, que é feito de rio e calma.
As pequenas ondas do meu cabelo levam ao segredo e quando sinto, qualquer que seja o sentimento, eu desejo escrever e que essa escrita não tenha fim.
A minha alma é por isso um desassossego acolhedor, feito de contrastes, mas feliz, sentindo-se livre, sentindo-se viva.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D