Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

27
Jul16

# Completas-me 8 - com Daniela Barreira

Carolina Cruz

Hoje vamos brindar à menina dos abraços, a nossa querida Daniela, que é um ser humano extraordinário, que nos escreveu este texto para eu completar... espero que gostem do resultado!

 

“Tu não és a minha pessoa. por mais que eu deixe os teus olhos pousarem em mim, em tudo o que sou, por fora e por dentro. por mais que eu me deixe olhar por ti e te olhe também, em segredo. tu não és a minha pessoa. por mais que eu deixe as tuas mãos percorrerem-me os sentidos num arrepio. por mais que eu me deixe ser puxada para ti e te puxe também, em segredo. tu não és a minha pessoa. por mais que eu deixe os teus braços resgatar-me inteira, sem volta a dar. por mais que eu me deixe abraçar até à alma e te abrace assim também, em segredo. tu não és a minha pessoa. por mais que eu deixe a tua respiração tatuar-se em mim. por mais que eu me deixe saber a ti e te deixe saber a mim também, em segredo. tu não és a minha pessoa. por mais que eu deixe que me entres no coração. por mais que eu me deixe invadir por ti e te invada também, em segredo. tu não és a minha pessoa. por mais que, um dia, possas querer fazer-me sentir que o és. mesmo sem querer. tu não és a minha pessoa. é que, por mais que os teus olhos me descubram, as tuas mãos me puxem, os teus braços me resgatem, a tua respiração me viva e tu me invadas o coração, tu não sabes que há pedacinhos do meu coração que tu (já) não vais encontrar."

Daniela Barreira.jpg

Porque, na verdade, tu ocupaste um buraquinho que não está totalmente curado, o meu coração ainda não está completo, creio que a partir do momento em que vi morrer meu amor, desde a hora exata da sua última respiração eu não serei mais a mesma, não amarei mais, nem tanto, nem igual ao amor de outrora. Não te pertencerei realmente, não me pertencerás totalmente.
Quero dizer-to. Não quero mentir-te, nem omitir-to. Desculpa, mas ele levou o verdadeiro sentido da lealdade quando partiu, quando falo em ser leal falo em amar por inteiro. Eu já não sei amar-te assim. Não sei, lamento.
Gosto de ti, e muito! De todo o carinho que me dás, da atenção que me dás, do beijo na testa, quando perguntas se está tudo bem, se correu bem o dia.
Peço-te que compreendas, que não és a minha pessoa, que ele foi e o meu coração não deixa que mais alguém o volte a ser. Só a ele pertencerá por completo.
Lamento.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D