Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

* Ficção: O lado bom

14.jpg

 

A festa estava a ser longa, pesada. Saí para acalmar-me, como podia eu amar alguém que não me ligava nenhuma? Que para ele eu era apenas mais uma, vulgar, ou então nem tão pouco existia para ele.
Eu tinha receio de dizer, sim, sempre omiti tudo aquilo que sentia porque a falsa fé que podia ter acabava por se perder a cada momento em que parecia vê-lo sorrir para outro alguém. 
Enquanto pensava para mim tudo isso, vi um vulto a atravessar a varanda sentando-se a meu lado, carregado de uma tristeza profunda. 
Sem saber o que fazer por ele, olhei-o e quando o olhei, baixei o olhar, era ele.
Naquele momento percebi tudo, talvez ele nunca tivesse reparado em mim porque os seus problemas pareciam ser mais importantes que tudo o que resto, e o seu sorriso sedutor era apenas uma máscara. 
Enquanto ele falava, parecia apaixonar-me de novo, sem deixar que a falsa fé me consumisse ou que eu pudesse dar nas vistas. 
Sentamo-nos ali ao lado um do outro e conversámos sobre o mundo lá fora, o que eramos e o porquê de o sermos. 
Ele pegou nas minhas mãos e agradeceu tudo aquilo que eu tinha feito por si, deixando que o tempo falasse por nós e nos pudesse oferecer o lado bom do mau que possa existir.

 

Fonte da imagem: Facebook

16 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Outros lugares

Blogues à Mesa
3XQY_12a3qPlDRIcVpKJSt0ZO-QUA-vmBk3L3bSl7jI.png