Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

* Ficção: A minha infância passou

421744_334307956606799_218656618_n.jpg

 

 

 

Gostava que sentisses quando os meus olhos brilham, mas nunca o soubeste, pouco te importaste e a culpa será sempre para quem reconhece o seu brilhar.
Existe mágoa por saber que por mais vezes que te abrace e te diga o quanto representas, não servirá, estarás sempre ausente.
Os meus olhos miram em segredo, em sensações e sonhos transformados, facilmente rodados.
Sentes que não cresci, porque não reparaste no meu crescimento, mas acontece que mudo constantemente todos os dias.
Fechaste tantas vezes os olhos quando a minha infância passou, em bons e maus momentos, o que me tornou no que sou hoje, sou eu, aquilo que fui e aquilo que serei e embora seja o que tu não sintas, eu quero acreditar que um dia de outra forma o será. E que nesse dia me apertes num longo abraço e faças as pazes contigo mesmo e só depois com o mundo.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Outros lugares

Blogues à Mesa
3XQY_12a3qPlDRIcVpKJSt0ZO-QUA-vmBk3L3bSl7jI.png