Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

21
Nov17

[Ficção] Amas-me, certo?

Carolina Cruz

318ca27191a7e51a95183d8c115d2176.jpg

 

Vem, sem medos, abraçar-me, beijar-me, deixar-me em brasa. Por aí, em casa, na rua.
Não tenhas medo de mostrar o que sentes. Olhares vão existir, pensamentos confusos, maldosos, mentes fechadas. 
Amas-me certo? É isso que sentes de coração aberto, não é? Então que esse amor nunca te morra no peito por causa do que os outros vão pensar de ti. 
É esta a tua essência - amar!... E amar alguém não é um crime.
Porquê ter vergonha de mostrar que gostas de mim? Não é o que se diz? Que o amor não se escolhe, sente-se? Que não escolhemos quem amamos?
Tu podes escolher amar-me, ainda que não tenhas tido qualquer motivo. 
Por favor, não te escondas. Pensa na beleza que é poder sentirmos de alma completa e de coração cheio - o mundo sorri. 
E se o teu mundo sorri do meu lado, então não te importes e vem amar-me, vem provar que é comigo que queres ficar, independentemente de todo o mal que possa existir na cabeça daqueles que não sabem que a essência do amor não é o corpo, mas a alma, que não é o seu sexo, mas a pessoa e o seu sentir.

 

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D