Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

03
Nov17

[Ficção] Amo-te, mas...

Carolina Cruz

59b79129311fd0ab1f1fa16daa358d09--creative-photogr

 

Custa-me dizer-te isto. Mas tenho de escrever para me sentir bem comigo mesmo.
Amo-te, mas tenho vindo a aperceber-me que somos incompatíveis.
Isso é possível não é? Amar alguém e não conseguir viver com ela? Sentir amor por alguém e ainda assim não a suportar?
Meu Deus. Que confuso que me sinto. Que confusa é toda esta situação.
Amo-te mas evito-te, porque detesto as tuas escolhas.
Amo-te, mas não consigo estar contigo porque me enjoei da tua mania inquieta de estar sempre tudo errado, das tuas manias em ser certa e correta demais.
Será que apesar de não te querer por perto, eu viverei bem com a tua ausência definitiva na minha vida?
Custa-me pensar tudo isto, mas precisava de escrever-te, de dizer-te, de falar por palavras aquilo que sente o meu coração, mas que a minha boca não consegue proferir.
Bem dizem, por vezes, que o amor é algo tão pouco são e é assim que me sinto: um louco. Inteiramente, completamente, solenemente.
Porque sou louco por ti, mas não te quero. Porque te amo, mas não te suporto.
Como defino isto? Como defino quem somos?
E depois disto o que escolhemos? O melhor? O pior? O correto?
Não sei que consequências terão na tua vida as palavras que escrevo, mas sinto-me feliz por escrever-te, pois sinto-me feliz por fazê-lo, em tentar compreender se calhar algo que não se define, essa intempérie indescritível que nem o poeta soube descrever: o amor.

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D