Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

27
Jan16

Murmúrio infinito

Carolina Cruz

S3.jpginto, respirando fundo. És toda a certeza que trago em mim, que ferve em sorrisos leves.
Não consigo imaginar-me sem a nossa troca de olhares nem sem o abraço apertado após um sussurro de amor.
És tudo aquilo que sou, és parte de mim. Quando te ausentas, o meu peito aperta, fica apertadinho até te abraçar de novo, e aí a magia desfaz-se nos mais belos recantos do nosso amor, num pedaço de beijo deliciosamente dado e num murmúrio infinito.
É impossível pensar quem sou, sem me ver sem ti, é algo que não faz sentido, estamos em nós, é assim que se escreve a nossa história.
Ser eu, sem ti, não existe, é como um jeito matemático que nos define, não somos a divisão, somos apenas uma só alma, de coração.

 

 

(Photo "Grey's Anatomy)

14 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D