Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

01
Abr16

Não partas já.

Carolina Cruz

18.jpg

Ver-te partir é como abandonar todos os sonhos. É uma forma de ar que se agita e me invade numa pressão transformada em pesadelo e realidade, envolvida numa tristeza e saudade que não quero sentir, nunca o quereria.
Ver-te partir é chamar para mim todos os medos existentes na minha pessoa, acreditando que nada sei fazer, nem aquilo que fazia de coração. Levaste um bom pedaço dele, e também um pedaço do que sou, ou talvez daquilo que fui, um dia, contigo.
Volta meu amor e dá-me um abraço, não partas já, não estava preparada, não agora, nem nunca.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D