Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

22
Mar17

[O teu olhar] Deixa-me

Carolina Cruz

27. Ana Rafael.jpg

 

Por favor. Imploro-te. Deixa-me sair, conhecer o mundo por mim mesma. Eu sei que vou errar, quem não o faz? Sou um ser humano e se me deixares para sempre nesta redoma então eu falharei sempre, não serei ninguém, rigorosamente ninguém que valha a pena, nem para mim, muito menos para o mundo.
Deixa-me ir, eu vou ser sempre a tua menina, não é por partir que te deixo por inteiro. A tua vida começa quando sais da tua zona de conforto. Sempre te disse e tu devias saber, mas não queres.
O mundo nunca te conhecerá nem tu conhecerás o mundo se viveres fechado nesse canto, amedrontado com medo de viver. Isso é tão inútil, mas tu não imaginas, achas sempre que serás mais feliz se viveres na solidão.
Já que não admites, deixa-me ao menos admitir que eu já sou crescida o suficiente para fazer as minhas escolhas, que embora me possa arrepender mais tarde, o problema é meu, o mundo está ali, do lado de fora. E embora com tantas contrariedades ao belo, eu ainda acredito que há tanta coisa boa e bonita por desvendar.
Deixa-me ir, eu não sei como vou ser feliz, mas vou caminhar, até lá momentos e experiências me mostrarão que a felicidade está no caminho traçado e não na chegada ou na vitória.
A vida é uma viagem, deixa-me entrar nela. Deixa-me ir, até amanhã ou assim sendo, até um dia.

 

 

(Fotografia da autoria de Ana Rafael)

18
Mar17

[O teu olhar] Não vou desistir

Carolina Cruz

28. Carla Santos.jpg

 

Este é o meu percurso, o meu caminho. Não vou desistir porque sim, porque queres, ou porque o meu corpo se emaranha em cansaço. Não, não faz parte da minha pessoa. Muitos dizem que somos o que a alma nos transporta, que é a alma que nos move, junto dos nossos sonhos e eu concordo, e este… este é o meu sonho.
A minha vida é uma intensa corrida, um agarrar de sorrisos, um respirar de ar puro, sobre a serra, porque o meu coração ama tudo o que o faz bater, porque eu não vivo nem quero viver um dia sim e outro dia não, não fui feita para viver em vão.
Não, não penses, não me julgues, eu não vou parar, eu sou a força estampada no meu sorriso e na minha forma de ser. Os meus sonhos são o que sou, e eu sou livre.
Sinto a liberdade sob meus pés e o desejo de não parar faz-me sentir que a vida embora finita é uma enorme lembrança e continuidade, e se os sonhos se tornarem realidade, a tua jornada será eterna.

 

[Fotografia da autoria de Carla Santos]

 

 

 

23
Nov16

[O teu olhar] Depois de toda a luta

Carolina Cruz

19. Telma Cardoso.jpg

 

Atravessei a areia, não alcancei o que desejava, corri pela água sobre o rio da minha vida.
Meu Deus, tantos obstáculos e adversidades empataram o meu caminho, mas ainda bem que surgiram para eu dar valor na hora em que cheguei à meta.
Se eu tivesse escolhido o caminho mais fácil, sem nenhum desafio ou sem qualquer cascata de medos e frustrações, eu não teria história alguma para contar. De que me serviria chegar à meta por chegar? Se calhar era apenas mais uma vitória que não teria qualquer significado, que passado poucos dias iria esquecer.
O mesmo acontece com os sonhos e com a vida. Custa lutar, custa sofrer, cair, mas levantarmo-nos é o mais importante.
Depois de toda a luta e sofrimento, a vitória é a luz mais feliz do caminho e então aí saberemos agradecer de coração.

 

[Fotografia da autoria de Telma Cardoso]

04
Out16

Em busca da felicidade.

Carolina Cruz

12.jpg

 

Há um caminho que nos leva longe, precisamos de encontra-lo, de segui-lo.
Não importa quanto tenhamos de sofrer para aprender o que significa ser leal ou realista com quem nos rodeia.
O vento dá-nos a dádiva do prazer e a forma de pensar é o segredo de como percorrer esse caminho, cada um saberá por si encará-lo, todos somos diferentes, o caminho não é o mesmo para todos, apenas cada um segue o que acha mais fiável.
Não importa se erremos, pois iremos fazê-lo tantas e tantas vezes e é nessas mesmas vezes que tudo se alinha e faz sentido, pois todos os caminhos completam a vida, existem em busca da felicidade.

18
Set16

Cada dia

Carolina Cruz

25.jpg

 

Cada dia faço um novo recomeço, delicio-me contigo como se fosse a primeira vez que te dou a mão ou que o nosso beijo se dá com a pequena grande diferença que amo-te mais ainda que todos os dias que fizeram o meu (nosso) passado.
Agarro-te bem para mim, com cada vez maior medo de te perder, beijo-te deliciosamente a testa e amar-te não custa, pelo contrário, sabe bem e faz-me sentir melhor, longe de toda a loucura do mundo real.
Ainda conto as horas, ainda espero ansiosamente pelo reencontro após me despedir de ti, e é isso que me faz ser especial aos teus olhos e tu aos meus, amar como se fosse sempre o primeiro momento sentindo-o sem fim, pois cada um vive na nossa memória, à sua maneira, eternamente.
Mesmo que alguém queira, jamais alguém nos separa, somos fruto da mesma folha, abraçados para o bem e para o mal, com a certeza que venceremos tempestades, pois sabemos, tão bem que elas, existem. 
Por isso mesmo não largo o teu abraço nem abandono a tua mão, quero atravessar o risco e a felicidade no mesmo caminho que tu, para sempre.

 

Fotografia do filme "Blue Valentine"

10
Set16

A luz que me guia.

Carolina Cruz

71.png

 

Por vezes preciso de me libertar somente do meu espaço. Preciso de caminhar rumo a um lugar que eu mesmo nem sei onde me leva. Não importa.
Necessito de me sentir livre como um peixe que vive nas profundezas do mar, na maravilha e na beleza que é o seu mundo.
Sim, eu quero uma rua calma para caminhar, quero olhar o luar e as luzes da noite escura, quero encontrar a paz, em estado nirvana e então aí sim, ir por onde me leva o coração.
Procurar que alguém que me acompanhe, que dê vida aos meus passos e que me deixa repousar no seu regaço quando me sentir cansada.
Esse alguém apareceu, esse alguém é a luz que guia o meu caminho, porque a vida não é nem o ponto de partida, nem o de chegada, é o que fazemos até chegarmos ao fim do nosso fim.
Contigo jamais me sinto perdida, és o luar que me deixa escorregar na ilusão do escuro, sem ter medo, pois tu és a luz, a minha luz.

 

Fotografia do filme "entrelaçados"

14
Ago16

Música leva-nos mais além...

Carolina Cruz

3.jpg

 

A música leva-nos mais além, a sermos capazes de atingir revoluções, de curar almas partidas. A música é um místico de emoções.
Com a música caminhamos mais longe que o nosso percurso comum e vamos muito além dos nossos sonhos.
Basta ouvir uma melodia, refletir sobre um refrão que tudo muda, em nós, pensamos que não estamos sozinhos e seguimos em frente.
Já diziam os Per7ume "a banda sonora da vida revista em meia hora", pois mudam os nossos conhecimentos, mudam as nossas vontades. No entanto, com na vida existirá sempre aquela música, que tal como as memórias, nos desafia a voltar a tempos atrás e nos marca.

13
Ago16

Murmúrio da saudade

Carolina Cruz

13.jpg

 

No silêncio da noite e na solidão do dia ouço o murmúrio da saudade, quebra-me aos pedacinhos mas faz-me feliz. Tanto quanto me dececiona, tempos idos que já não voltam e eu ainda traço o meu caminho tentando encontrar momentos iguais àqueles que arrastam magia e soluços de saudade.
O mar levou o sonho de voltar um dia a teus braços na terra daquele lugar, às tardes de areia salgada e noites de luar.
Quebra-se o tempo, ajeita-se o destino, vive-se como se não houvesse amanhã e sente-se, sente-se assim, como se não existisse um fim.

22
Jul16

[O teu olhar] ar puro

Carolina Cruz

4.jpg

 

Ar puro, não há nada melhor que respirar aquilo que sou, na ninha essência. 
Este caminho onde vagueio traz muito de mim, memórias do que sou, das lembranças que me viram ser alguém, evoluir e ser o que sonhei ser um dia. 
Em mim trago a saudade que canta no peito e tantas histórias que tenho a esperança de um dia serem minhas, pertencentes a esse amor que ainda não tem rosto, mas que eu sei que será eterno, esse amor que completa e respira junto nessa essência que me determina e me faz ser quem sou.

 

Fotografia da autoria de Liliana Pereira 

09
Jun16

Só com a música.

Carolina Cruz

1.jpg

 

Quando estou só com a música, fecho-me em copas sobre o que sinto, seja do que for, e então revejo-me apenas no que aquele ritmo me transmite, inspirando tranquilidade numa forma livre e leve de levar a vida tão simples e tão bonita quanto ela.
A beleza está em cada pedaço do caminho, como em cada melodia, entre amores e medos, procurando o destino.
Com a música há sempre forma de se ser mais, de se sentir com fim, mas com garra, encontra-se sempre uma solução de se ser feliz, em vida, numa canção.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D