Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

* Filmes com história: Juntos para sempre

9bbbaeecef4eed6bc0ddd62a45c0fa601a1434f3.jpg

 

 

 

“Juntos para sempre” é um filme de uma simplicidade enorme e que nos faz chorar a rir e chorar realmente.
Fala-nos sobre o presente (tempo) e o (melhor) presente que podemos ter na vida: o amor.
Questionamos muitas vezes porque é que os nossos animais de estimação não são eternos. E houve alguém que escreveu e muito bem: porque eles já nascem a saber o que é o amor. Trazem-nos essa mensagem.
Bailey é um cão feliz e ama o seu dono como quem morre por alguém, sacrifica-se, doa-se a cada minuto e faz dele o melhor lugar para o seu lar. O seu colo é o melhor casulo para o seu coração.
Porém Bailey terá de partir, terá de espalhar novas mensagens, experienciar outros lugares, outras peles, outro pêlo, outros amores, outros donos. Mas será que o vai esquecer?
Uma ligação tão forte não se quebrará assim… ou o tempo será mais forte do que esse amor de quem dizemos ser o melhor amigo do Homem?
Só têm uma forma de saber… Ver o filme, um filme doce para juntar toda a família.

 

 

* Filmes com história: Amigos, amigos, telemóveis à parte

phpThumb.jpg

 

O que é que escondemos dos nossos amigos? 
E se, por divertimento, ou jogo, colocássemos os nossos telemóveis em cima da mesa de um jantar de amigos?
Qualquer amigo teu, veria, leria todas as mensagens que recebesses, ouviria em alta voz todas as tuas chamadas.
Como ficaria tudo isso? Como te sentirias? Se algumas coisas que escondes fossem reveladas?
“Amigos, amigos, telemóveis à parte” é um filme italiano que aborda exatamente do que falo, de uma forma bastante divertida.
A história deste filme baseia-se num grupo de amigos que num jantar decidem fazer esse jogo.
Entre risos e gargalhadas, muitas histórias e segredos por revelar serão descobertos.
Será que a união destes amigos será a mesma depois disto? Que riscos acarretará este simples jogo? O que irá prejudicar estes amigos?
Vem saber, vê este filme e ri à gargalhada, porque é realmente muito bom, com muita qualidade.

 

 

 

 

* Filmes com história: El Hilo Rojo

el_hilo_rojo_teaser_poster_jposters.jpg

 

“El hilo rojo” (“The Red Threath” em inglês) é um filme argentino simples, mas intenso, bonito. 
Este romance dramático conta a história de uma lenda em que duas pessoas ligadas por uma linha vermelha invisível estarão conectadas para toda a vida, por mais tempo e distância que as separe.
Abril conhece Manuel num voo para a Argentina. O amor atingi-os desde o primeiro momento em que se veem. 
Embora digam que se querem conhecer, parecem conhecer-se há anos e a sua cumplicidade é tão bonita que nos faz acreditar no amor à primeira vista. 
O beijo acontece, mas um pequeno incidente faz com que esse verdadeiro conhecimento fique para trás e Abril e Manuel tomam rumos diferentes. 
Passados 7 anos, os rumos de ambos são realmente diferentes, porém voltam a encontrar-se e a paixão que julgavam adormecida, reacende-se, mas… como farão estes dois apaixonados, com famílias construídas? Serão que conseguirão terminar tudo ou não resistirão ao que ficou por completar? Será que esse fio os ligará para sempre?
Um filme realmente muito bonito, que nos faz sorrir e também chorar. 
Um ótimo filme para uma tarde de domingo!

 

 

* Filmes com história: American Beauty

KmfLpkLTycrTToLyhoerP5Mi.jpeg

 

“American Beauty” é um verdadeiro clássico.
Um clássico que se entranha, que se estranha, que nos deixa a pensar, a repensar e a dizer “muito bom mesmo”. 
Dá-nos a conhecer as personagens, oferece-nos um pouco de cada uma delas, começamos a odiar todas elas, a repudia-las, a julga-las. Porém, como é na vida real, nós não conhecemos ninguém, não podemos julgar ninguém pelos seus atos, pelas suas fraquezas, pelo que parecem, mas os seus atos, os seus pensamentos e as suas atitudes levam-nos muitas vezes a fazê-lo. 
Ainda assim, continuamos a acreditar que não conhecemos tudo sobre uma pessoa, nem sobre os nossos filhos, nem sobre os nossos pais, com quem casámos, por quem nos apaixonámos. As atitudes falam muito de uma pessoa, mas de onde surgem elas? De que pensamentos? De que atos de outrora?
Um filme que, embora possa estranhar num início, vão querer vê-lo até ao fim, porque agarra. Foi o que aconteceu comigo, tenho a certeza que convosco também vai acontecer. Vão querer vê-lo até ao fim, e no fim vão querer saber mais!
Vejam, vale a pena.

 

 

* Filmes com história: Beleza Colateral

17076098_145509949302485_9149530270452416512_n.jpg

 

 
 
 
Há três coisas que os seres humanos têm em comum: o amor, o tempo e a morte.
O que dirias se pudesses escrever-lhes? Sim, ao amor, ao tempo e à morte…
Como te sentirias se deles obtivesses uma resposta?
Howard entra numa depressão após acontecer algo trágico na sua vida e ao escrever a estas três realidades com uma tamanha desilusão, desistindo de todas elas e implorando à morte que lhe leve a sua vida, é confrontado por elas, sendo que estas lhe chamam à razão.
Porque embora estas três coisas que nos ligam sejam difíceis de definir, assim como é difícil viver e vencer na vida depois de nos irmos abaixo, merecemos uma segunda oportunidade, merecemos dar uma nova oportunidade àquilo que somos, mas será que Howard está disposto a isso?
“Beleza colateral” é um filme com um elenco excecional, incluindo Will Smith, Kate Winslet e Edward Norton. É um filme que demonstra que todos carregamos uma história, com desilusões e erros, mas também com alegrias e com uma tamanha beleza. Não nos podemos desligar dessa beleza colateral que existe em cada uma das nossas vidas.
Um filme bonito e realista. Um filme que todos deveriamos assistir.
 

* Filmes com história: Love Happens

03_Love_Happens.jpg

 

“Love happens” tem uma mensagem muito importante para todos nós, em especial para aqueles que perderam alguém muito especial.
Por vezes julgamos que ao curar as feridas dos outros também curamos as nossas, mas talvez não, talvez as temperemos com o açúcar metafórico que é ouvir os outros falar dos mesmos problemas, de perdas idênticas. Talvez esqueçamos e as apaziguemos mas não, nunca as curamos, nunca serão esquecidas se não falarmos delas com sinceridade, com lealdade, com amor, senão estaremos constantemente a enganarmo-nos.
Mesmo que nos façamos de fortes ou aos olhos dos outros pareçamos rudes, não é verdade, nós também precisamos de ajuda, de apoio, de uma mão amiga, porque quem não chora, quem não exterioriza o que sente, deixa apodrecer a sua própria alma.
Todos nós, mesmo que digamos que não, mesmo que não queiramos, para vencermos precisamos de ser crus, principalmente connosco mesmos, dizer, consentir e aceitar a verdade e então depois de nos desculparmos por toda a dor, seguimos em frente.
Muitas vezes precisamos de romper esse aperto, de dar espaço ao coração para outra pessoa poder surgir na nossa vida, até porque o amor dói sim, mas também cura.
 
 

 

* Filmes com história: Brothers

19874191.jpg

 

Os homens que partem para a guerra, são heróis. Não porque fazem o bem, porque o bem é, neste caso, muito relativo. Mas são heróis porque se sujeitam a morrer pela pátria, pelo seu país, são heróis pela força interior que consomem, que possuem.
No entanto, muitos deles sofrem grandes perdas, tal como as suas famílias. Perdas não significa apenas morte, morremos por dentro quando algo deixa de viver em nós. Neles morre a felicidade, surge a culpa. Vem o medo, a depressão e a desconfiança.
Sam é enviado para o Afeganistão, deixando a sua mulher Grace e as suas duas filhas. Quando é destacado para a guerra, o seu irmão Tommy deixa a prisão. Tommy é odiado pela sua família.
No entanto, tudo muda quando Sam é dado como morto. Tommy, sentindo o peso da responsabilidade, altera a sua forma de viver, prometendo cuidar da mulher e das filhas do seu adorado irmão. É aqui que as questões mais mediáticas deste filme surgem.
Estará Sam realmente morto? O que acontecerá na sua ausência?
O que perdoaríamos após a nossa morte? O que perdoaríamos à nossa mulher, filhas ou irmão? Como regressar? Como viver depois de tudo?
Vejam e tirem todas as dúvidas!

 

 

* Filmes com história: A estranha vida de Timothy Green

1-copy.jpg

 

Um filme simples, encantador e cheio de fantasia que nos emociona.
Embora estranha, a vida de Timothy Green, é uma história que tem uma mensagem incrível.
Afinal de contas, se sonharmos, se escrevermos, se desejarmos muito e lutarmos ainda mais, conseguimos concretizar todos os sonhos que tinhamos por cumprir.
Cindy e Jim são um casal unido, cheio de cumplicidade, que deseja somar o seu amor, mas para sua tristeza não poderão ter filhos. Como sonhar depois disto? Como vencer depois de todas as derrotas? As suas vitórias depois de todos os deslizes terá um nome - Timothy, a sua força da natureza marcará até o coração mais intocável.
Um filme interessante e comovente para toda a família.

 

* Filmes com história: Under the tuscan sun

19873092.jpg

 

O amor verdadeiro surgirá.
Até lá, não deprimas, não te lamentes, diverte-te!
Há um mundo lá fora que te quer ver sorrir, milhares de paisagens para disfrutar e pessoas novas para conhecer.
Frances julgava ter um casamento feliz, mas foi traída.
Desacreditou do amor até ao dia em que ao viajar para a Toscana, a terra do maravilhoso pôr-do-sol, percebeu que o amor é um sentimento muito além de uma relação amorosa.
Percebeu também que o amor próprio é o mais importante e que é meio caminho para o sucesso.
Desta forma, Frances compra um velho casarão de uma duquesa antiga. A casa necessita de obras. Ainda assim, Frances recomeçou ali a sua vida.
E é aí que tudo começa a ter graça. Depois de se libertar das tristezas e do medo, a sua vida começa a ter cor.

Um filme com paisagens lindíssimas e com uma mensagem muito importante!
Quem já viu? Tratem disso!
 
 

 

* Filmes com história: Jackie

Jackie-Movie-Poster.jpg

 

Finalmente pude ver “Jackie”. Finalmente pude vê-lo para comentar e então confirmar o tão poderoso papel de Natalie Portman como Jacqueline Kennedy, a inesperada viúva de John Kennedy.
É um filme poderoso, forte, muito forte, que nos conta uma história verdadeira, a história de um poder perdido, da morte do 35º presidente dos Estados Unidos da América.
John Kennedy, foi assassinado no Texas, a 22 de novembro de 1963, nos braços da sua amada mulher.
Como fica a sua esposa depois de presenciar tudo? Sem poder fazer nada para o salvar? O que faz com todo o poder que tinham? Como manter vivo o seu marido para ela e para o mundo?
Como será voltar ao anonimato, depois de ser tão acarinhada? Como será viver depois de tudo o que se tornou numa história terrível?
A história da viúva do tão querido Kennedy, dias após a sua trágica morte, a explicação aos filhos, as entrevistas, a sua família, o seu amor, a sua luta em manter a história e o legado do seu amado marido, tão bem interpretada por Portman.
Um filme que não desilude, que prende e que nos emociona.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Outros lugares

Blogues à Mesa
3XQY_12a3qPlDRIcVpKJSt0ZO-QUA-vmBk3L3bSl7jI.png