Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

19
Out17

[Ficção] Gosto sim.

Carolina Cruz

19489597_VFDuj.jpeg

 

Posso amar-te?
Por favor, deixa-me, nem que seja no meu segredo mais intimo. Não quero muito, só quero que saibas o meu nome, que lhe dês valor, que me dês a mão, nem que seja apenas com o coração. É o que fazem os amigos. Certo?
Admiro-te, admiro-te de coração, pudesse eu arranjar palavras que descrevessem o tão puro sentimento que me invade.
És especial e é tão simples gostar de ti, apenas quando te abraço com o olhar.
Dizem que os olhos são o espelho da alma, por isso sente-te abraçado por completo.
Não sei, sinceramente, o que sinto, porque o sinto, mas gosto de o sentir, gosto do sorriso que provocas em mim. Gosto de gostar do sorriso que provocas em mim. Gosto de gostar de ti, mesmo que não saibas o meu nome, ainda que não conheças quem sou, os meus sonhos.
Gosto simplesmente.
E gostar é bom, não é? Gosto de ti, gosto sim.

04
Set17

Gosto...

Carolina Cruz

tumblr_static_filename_640_v2.png

 

Sabes do que gosto? 
Pessoas sem filtro. Que transbordam segurança, transparência, lealdade, sem medos, sem receios de mostrar o que são, do que valem.
Gosto de pessoas que conversam sem horas, sem tempo, sem olhar o telemóvel. 
Gosto de pessoas que falam cara a cara. Que conversam intimamente, de forma cúmplice. 
Gosto de pessoas que querem que sejamos nós próprios, que gostam de nós como somos, que aceitam os nossos erros, as nossas verdades que magoam, os nossos defeitos que chateiam.
Gosto de pessoas que são abraços humanos, que nos abraçam com um sorriso verdadeiro e partilham mais momentos connosco do que no mural do facebook.
Gosto de pessoas que dão valor, que usam da simplicidade, que ligam a qualquer hora, que dizem que te adoram, que estão lá para um café e para uma lágrima ao final da noite. 
Gosto do contacto, do cheiro, da sabedoria, dos momentos para viver e recordar.
Gosto de gargalhas sonoras sem vergonha, gosto do pensamento de que não importa o que os outros pensam de mim. 
Gosto de quem me abraça com o coração.
Gosto de gostar, simplesmente, de quem gosta tanto de mim.

17
Ago17

Gostar de ti é tão bom!

Carolina Cruz

file_20160526073333.jpg

 

Gosto de ti.
Gosto de ti, simplesmente. 
Simplesmente... porque sim!
Gosto de ti, porque os teus olhos conversam com os meus sem que os lábios tenham proferido qualquer palavra. E esses lábios, esses lábios que se unem intensamente e se gostam como a atração do belo.
Gosto de ti, porque o céu é azul e tu dás-me essa paz.
Gosto de ti porque mesmo que a Terra não conspire a favor, todos os outros planetas teimam em manter-nos juntos.
Gosto de ti, porque é tão simples gostar de ti, do teu sorriso, da tua naturalidade, dos teus defeitos, dos teus medos e das tuas seguranças.
Gosto de ti, porque és tu. Porque és tu, na clareza de toda a tua complexidade e no completo ser do teu "eu" que eu amo.
É tão fácil gostar de ti... 
Gosto de ti e gostar de ti é tão bom!

15
Ago17

[Ficção] Tempo?

Carolina Cruz

20767718_754888988051662_3100268349672639515_n.jpg

 

 

Dá-me tempo, serenidade. Eu sei que gostas de mim, sei que esse amor te consome ainda que não o digas. E eu preciso que digas, que concretizes esse amor. Amares-me não basta, amar-te também não. 
Dá-me tempo, eu preciso de ti, mas preciso de mim por inteiro para pensar sobre nós. 
Porque não nos podemos ter? Porque não podemos amar simplesmente, se te amo e nos amamos tão completamente? 
Não fomos feitos para estar juntos. Será isso?
Somos pedaços de um mundo desfeito onde nenhum de nós se encontra!
Quero-te, queres-me, mas isso não basta. Consome-nos. Aperta-nos o peito. 
Tu és simplicidade, eu sou confusão. 
Tu és confiança, eu sou ilusão. 
Somos tão diferentes um do outro, como a noite e o dia, o sol e lua...
Não fará isso sentido? No sentido exato de que nos encaixamos na perfeição?
Por favor esqueçamos o destino, vamos amar de coração.

17
Jul16

[O teu olhar] A vida é breve.

Carolina Cruz

16. Alucinações da alma.jpg

 

A vida é breve, leve, efémera, tudo é passageiro. Como um barco que navega e usufrui da passagem que se expõe na sua margem.
Navega na vida como se de uma viagem ela se tratasse, e não é que é mesmo?
Planeia o futuro, mas não te percas no caminho, o teu presente é o agora, nesse rio onde encontras gente que canta, que encanta e desencanta e que traz a sua história, que sempre deixará uma marca. Pequena ou grande, boa ou má, essa marca mão te pode afundar. Não percas os teus passos nem deites fora os teus lemes, não deixes por ninguém de navegar, porque de ti gostar irá contigo até à foz desse rio e te abraça no seu leito com um sorriso.

 

Foto da autoria da Vanessa Pereira do blog Alucinações da alma.

12
Jul16

Gosto de te amar.

Carolina Cruz

39.jpg

 

 

Tudo que há em ti, floresce em mim, num ser limpo e novo.
És o meu anjo da guarda, que guarda em mim mais amor que o mundo.
O nosso amor é o jardim da primavera que não cessa de crescer, florir em sonhos. 
És a beleza do meu mundo e o sorriso que me faz ser eu e seguir em frente.
Não afastes os teus olhos dos meus, para que todos possam ver o poder do nosso olhar e como eu gosto de te amar.

26
Abr16

Vem comigo

Carolina Cruz

Vem comigo, vem...vem saber se sou feliz e quanto essa felicidade me custa.
Hoje tornei os meus sonhos realidade, construí neles um sorriso maior pela minha capacidade de vencer.
Construí contigo uma história que não o fiz com mais ninguém, quando perco algo teu, perco um pedaço de mim mesma, não sou completa, há todo um perder tão forte que em nada me sinto viva.
Sei que é errado perder-me em alguém que tão pouco me respeita, mas sei tão bem ou melhor que tu, o quanto gostas de mim!

9.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D