Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

26
Mar17

[Ficção] Não quero saber

Carolina Cruz

2 (2).jpg

 

Podes vir dizer o que bem quiseres do passado dele, de quem ele foi, de como foi. Mesmo que queiras omitir o que tu foste, quem ou como foste para ele. O que passou passou. Não quero saber. Eu recebi-o de braços abertos, com feridas abertas também, conheci o passado que ele me contou. O teu eu não quero saber, ou melhor – o vosso. Passou. Sei que ele saiu magoado, que tu também, que tens o teu lado, ele também. Eu permaneço ao lado dele, do lado dele, e ainda que possas querer-me dizer algo para me alertar, eu não vou querer ouvir. Eu sei que ele permanece comigo, que é ele quem eu quero, que sou eu quem ele quer, e então queremos mais nada, nada mais importa.
Eu recebi-o, com o teu passado ainda por fechar, mas houve algo que em mim o marcou, sem rodeios eu tornei-me na sua melhor amiga, muito antes de ser sua namorada, permaneci a sê-lo e só assim vale a pena. Foi isto que não preservaste, esse lado (tão) bom, a sua amizade, o seu jeito genuíno de ser. Apenas soubeste idolatrá-lo, querer dele tanto o quanto ele não te podia dar, encheste-o de seduções e ciúmes e o que lhe faltava realmente era um ombro amigo, uma verdadeira amiga. Só assim as relações valem a pena e só assim é que elas duram, porque não é o sexo que as mantém mas a amizade.

 

 

14
Ago16

Música leva-nos mais além...

Carolina Cruz

3.jpg

 

A música leva-nos mais além, a sermos capazes de atingir revoluções, de curar almas partidas. A música é um místico de emoções.
Com a música caminhamos mais longe que o nosso percurso comum e vamos muito além dos nossos sonhos.
Basta ouvir uma melodia, refletir sobre um refrão que tudo muda, em nós, pensamos que não estamos sozinhos e seguimos em frente.
Já diziam os Per7ume "a banda sonora da vida revista em meia hora", pois mudam os nossos conhecimentos, mudam as nossas vontades. No entanto, com na vida existirá sempre aquela música, que tal como as memórias, nos desafia a voltar a tempos atrás e nos marca.

13
Ago15

[Ficção] Deixou marca em mim.

Carolina Cruz

Aguardava-a todos os verões, como um príncipe apaixonado. Só ela, em toda a minha juventude, me fez sentir vivo, como nunca outra mulher, ela prendera-me tanto.
Todos os verões eu aguardava o seu chegar, como um passarinho no ninho, preso para aconchegá-la contra o peito, mas nesse ano... ela não voltou, sobre a menina dos olhos claros eu nada mais soube, pudesse eu olhá-la nos olhos por mais uma vez, querendo falar-lhe sobre toda a saudade que me invade e do amor que não esmorece, porque todos os verões eu ainda sou o jovem que se apaixona pelos seu sorriso, que vibra com os seus olhos azuis e o cabelo dourado, derretido nas ondas do seu corpo que jamais irei tocar, e mesmo assim a desejarei.
Prendeu-me para sempre, deixou marca em mim.

tumblr_n2nuxvyMRc1rrhwrjo1_500.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D