Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

24
Ago17

Vem, sem demoras!

Carolina Cruz

FB_IMG_1498553359528.jpg

 

Vem, sem demoras. 
A minha alma precisa do teu corpo.
Os meus olhos precisam do teu sorriso.
Pequenas coisas tuas, nossas, que me fazem tão feliz.
Preciso de ti, de nós, simplesmente. Dos nossos corpos expostos na cama, exprimindo tudo o que o coração sente, um desejo, uma conversa boa, bonita, muito mais que isso e não preciso de dizer-te.
Vem almoçar comigo, sujar a barba, falar de boca cheia, fazer-me sorrir.
Chama-me nomes e declara que somos os melhores amigos, vem soltar gargalhadas comigo, vem fazer-me feliz. 
E, para me fazeres feliz, é preciso tão pouco, mas tanto… 
Tanto de ti… um tanto da tua atenção, da tua sabedoria, do teu conforto, do teu amor.
Somente isso, não é pouco, nem muito, mas é tudo.
Vem, traz uma colher, prova este gelado, deixa que o doce te escorregue pela boca, sorri e vem beijar-me com esse sorriso.
Não demores, não demores a chegar, porque é isso que me faz feliz, tu estares, tu existires, de mão dada com a minha, mesmo quando o mundo lá fora teima em virar-se do avesso.
Nos teus olhos, o mundo é feliz, e nos teus olhos... eu tenho mundo!
Vem, sem demoras.

06
Mai17

[Resenha Literária] A rapariga que roubava livros

Carolina Cruz

17991873_696441643896397_3700846502639507812_n.jpg

 

O ser humano, esse ser, pior que qualquer irracional. O Homem, o único, que mata por prazer. Guerras, mortes inocentes e um imperialismo que conta a história que Hitler escreveu. Triste, repugnante, horrorosa. Muitos mais adjetivos podiam descrever o holocausto, mas por mais anos que passem, é impossível.
"A rapariga que roubava livros" é um livro que narra a história de quem viveu nessa época.
Esta trama é narrada por alguém que teve grande destaque na 2° guerra mundial, sobretudo entre os judeus - a morte.
Ela conta a história de Liesel, uma menina a quem roubaram a esperança e que ainda assim nunca deixou de sonhar. Agarrou-se às palavras, aos livros e aos que mais amava e o mundo, ainda que cinzento, tornara-se cor-de-rosa.
A ânsia de roubar um livro era tão forte que cada dia se tornava numa aventura, ao lado do seu amigo Rudy.
Uma história de ficção envolvendo a história mundial, sobre a inocência, o amor, o afeto, a lealdade e a esperança num mundo onde a morte e a crueldade entram a cada instante.

30
Mar17

[Cinema] The light between oceans

Carolina Cruz

light_between_oceans_ver2_xlg.png

 

“The light between oceans” é, como tenho vindo a dizer, um filme incrível, forte, soberbo.
Fala com a nossa consciência e a sua moral é simples, num filme tão intenso e complexo.
A verdade é que existem erros que mudam toda a história de uma vida, os erros principais desta trama mudam o rumo da vida de meia dúzia de pessoas, todas elas, claramente ligadas entre si.
Erros esses que são tidos como imperdoáveis, mas é aqui que podemos falar sobre a moral deste filme e também sobre o perdão.
Jamais conseguiremos viver em paz e com um sorriso, felizes connosco mesmos sem nos perdoarmos a nós mesmos e aos outros.
Este é um filme não só de reflexão, mas que nos deixa intrigados – afinal, podemos nós fazemos juízos de valor perante o sofrimento de alguém?
Uma história dramática, de amor intenso, que entrou diretamente para o meu top de filmes.
Vejam, na minha opinião vale realmente a pena.

 

 

25
Dez16

Feliz Natal

Carolina Cruz

tumblr_lenn3tg6ua1qak673o1_500_large.jpg

 

Quando crescemos percebemos que não é cliché dizer que no Natal "o importante é ter saúde", porque é verdade. Quando crescemos percebemos que o Natal é somente uma época, o nascimento de Jesus, porque o Natal, esse do amor, da partilha, da ajuda e da solidariedade deve ser dito e feito ao longo de todo o ano. Por isso, hoje eu sei que ter saúde é o que basta para todo o resto existir - o amor, a partilha, a amizade. E esses gestos, tal como os abraços e as mensagens de gratidão, devem ser festejadas todos os dias, e não só nesta altura de festas.
Assim e como vos desejo amor todo o ano junto dos meus gestos, dos meus olhares e dos meus sorrisos, desejo-vos um Natal Feliz, junto de quem mais amam.
 

 

 
27
Out16

Porque choras?

Carolina Cruz

p6.jpg

 

Hoje sussurrei baixinho para mim mesma: "porque choras? és tão forte." E eu acreditei nas minhas palavras e limpei as minhas lágrimas, fiz as pazes comigo mesma, com o passado, com o futuro e com o tempo, só eles e eu podemos a alcançar o impossível. 
Sim, por momentos esqueci daquilo que valia, mas tantas vezes me esqueci, por defesa, porque também fraquejo.
Sou alguém que sente e quer viver aproveitando o momento que é sentido em cada lutar, o passado não o apaguei foi isso que ele fez de mim, na vertigem da vida e do medo, aconchegar o presente, dando-lhe o melhor sabor, o sentimento sem solidão, recolhendo o prazer de ser feliz sem pedir nada em troca. 
Por vezes, quantas vezes… é difícil criar sorrisos quando se ouve "nãos" mas esses "nãos" são passos para que as lágrimas e a memória sejam mais fáceis de definir e entender. Tudo tem um sentido, nem que seja para darmos (um maior) valor.

19
Ago16

És o meu refúgio.

Carolina Cruz

43.jpg

 

Necessito de paz, do lugar em que as nossas vozes se difundem no eco dos nossos sorrisos.
Necessito da aprendizagem para não cometer erros, para não pensar demais e esquecer.
És o meu refúgio, é no teu colo que o aconchego conhece o verdadeiro significado.
É nos teus braços, sobre o teu abraço que o meu coração descansa.
Não preciso de coisas imensamente grandes, tenho-te a ti, tenho o mundo!

 

Foto do filme "A praia"

15
Mai16

[Simplicidades da vida] amigos

Carolina Cruz

10.jpg

 

Mesmo depois de todas as comunicações, tecnologias e redes sociais do mundo, o melhor mesmo continua a ser uma mesa rodeada de bons amigos, entre gargalhadas, parvoíces e conversas longas. Amigos esses que teremos sempre, independentemente de tudo, estarão lá no bom, no mau e no melhor para te fazer sorrir, para te levantar quando fraquejas e para brindar contigo aos melhores anos da tua vida e da deles. O melhor do mundo são os amigos que temos o prazer de acompanhar e de nos fazerem sentir bem, brindando de bem com a vida.

06
Fev16

O teu beijo

Carolina Cruz

18.jpg

 

Ninguém consegue calar minha alma, só o profundo do teu beijo, carregado de uma sinceridade tão nossa.
O teu beijo vive na doçura do teu encanto apaixonado. Olho-te nos olhos, sorrio, sorrimos, nada mais importa, tudo à volta é mágico, o mundo tornou-se, somente, nosso.
É nestes momentos que eu penso que é impossível alguém amar o quanto te amo, repenso e volto a pensar que, só tu, também podes amar assim, com a força que move o coração, que te faz despoletar até mim um segredo, daqueles que existem para se partilhar apenas, comigo.

 

 (Photo: Midnight in Paris movie)

09
Jan16

Amor, sonhos, sorrisos

Carolina Cruz

7.jpg

 

O amor deixa-nos tolos, faz-nos ser crianças de novo, construindo sonhos e idealizando sorrisos. 
Caminho sobre as luzes e acompanhas-me o passo com um olhar rasgado que me seduz, contas histórias que despertam o meu rir estrondoso e me fazem querer viver mais e mais, desejando ser imortal, como sei que sou em ti e tu eterno em mim. 
A noite embala o sono e a doçura de um bocejo faz-me querer adormecer a teu lado para sempre, num conforto que aconchega o que somos, duas almas no mesmo corpo, dois sóis que brilham todo o dia e que eu sinto que brilharão a vida inteira.

29
Nov15

[O teu olhar] Sê a minha luz

Carolina Cruz

Sê a luz que me guia até ao infinito e me embrulha de sonhos.
Sê aquela que me faz parar, olhar-te e pensar quem sou, de onde vim e para onde vou. Sê aquela que me orienta e não me deixa cair na rotina da fatalidade.
Encaminha os meus olhos, luz brilhante, faz com que não se encham de lágrimas mas que se abram num sorriso esperançoso. 
Olhai-me e me abrace, e então em ti tudo serei, aquilo que outrora, em menina, sonhei...

 

11.jpg

 Foto de AMF Photography

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D