Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

04
Nov18

[Ficção] Porquê?

Carolina Cruz

large (11).jpg

Dói-me olhar-te nos olhos e não poder abraçar esse olhar, enamorar-me por completo. 
Porque tens de ser tão frio, calculista?
Se me amas porque teimas em ser essa parede de força que não me abraça? E porque é que sendo tu como és, eu não parto e não saio desta porta para fora?
Porque te amo, porque o meu amor faz-me ver nos teus poucos sorrisos, no teu silêncio, esperança de que este amor que ainda sinto também o sintas também.
Enquanto dormes a meu lado, de costas voltadas para mim, eu sonho contigo, com o que foi outrora, com o nosso casamento bonito, jovial. 
Pergunto-me porque é que o deixámos morrer se a idade é uma questão de alma e não de idade. 
Porque tenho eu de chorar em vez de sorrir, com receio do meu coração não ser abraçado de volta?
Amo-te, é só o que consigo dizer-te enquanto dormes, enquanto as minhas lágrimas teimam em escorregar pelas minhas faces e, ao dormires, aperto-te com força contra mim, quero-te tanto.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D