Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

17
Set18

[Ficção] Sou filha do mundo!

Carolina Cruz

41675809_531449163971924_2293125507971022848_n.jpg

 

Não me abandones, não me prometas mundos e fundos se não me puderes dar aquilo que tanto sonho. Aprendi a gostar de ti, a amar-te talvez um pouco, mas só irei ter a certeza de que é isso que chamam de amor quando não me rejeitares. A minha vida foi feita de perdas e de desilusões, três famílias não me quiseram e eu voltei sempre à estaca zero, a ser de novo recém nascida, querendo os braços de uma mãe, o problema é que não sou mais miúda, tenho doze anos e sei o que é a dor, conheço com sabedoria o facto de não poder agradar a todos, mas não preciso pois não?
Família mesmo que não seja de sangue, deverá entender que todos temos os nossos defeitos e é nos feitios que somos diferentes dos outros animais e somos ser humanos, que nos tornamos especiais ou não.
O facto de ter sido rejeitada toda a vida faz com que tenha medo do amor, não te vou tratar mal, mas até provar que me amas realmente vou ser, talvez, indiferente, mas não ligues, esta é a minha carapaça, não te quero abraçar sem ter a certeza de que é para sempre, sabes? Dói não ficar. Mas ama-me, e amar-me é entender tudo isto, entender que sou filha do mundo, mas posso ser a tua filha também.
 
 
 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D