Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

07
Dez17

[Ficção] Sozinha!

Carolina Cruz

Aconteça o que acontecer, vou amar-te sempre.
Aconteça o que acontecer, jamais conseguirei amar da mesma forma como te amei a ti. 
Não se consegue definir, sentir, a ausência desse amor que me corria nas veias, que me queimava o corpo e me inflamava o peito. 
O primeiro beijo, o primeiro toque, o primeiro sorriso, o primeiro abraço, a primeira vez que os nossos corpos sentiram e deram prazer um ao outro, o teu corpo dentro de mim, o teu grito gélido, a tua boca sobre a minha.
Não, nada disso dá para esquecer. Nada disso terá o mesmo cheiro, o mesmo sabor e a mesma paixão com outra pessoa.
Não dá para amar outro coração, para conhecer outra alma, para atiçar outro corpo, para inflamar outro peito.
Não dá mais. 
Sem ti, o amor não existe.
Sem ti, não haverá mais paixão.
E sem ti...
Ora sem ti, morro..
Sozinha!

tumblr_inline_npn75kP3951r6vjdq_500.jpg

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D