Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

06
Mai18

Fomos feitos um para o outro

Carolina Cruz

large (1).jpg

 

Nunca será piroso dizer-te, com o coração, que fomos feitos um para o outro.
Creio que nada se torna lamechas quando recebemos o amor nos braços e nos abraçamos como se o amanhã não viesse. 
É isso que sinto quando te olho, quando com o sorriso conto a nossa história. Fomos feitos um para o outro. Tenho toda a noção disso. 
Vivemos uma vida inteira a achar que éramos donos de outro amor e de outro coração, mas sempre pertencemos um ao outro. Não foi o destino que fez com que nos encontrássemos, nada disso, foi a química dos nossos corpos, a intenção das nossas almas de se conhecerem, a intenção dos nossos corações baterem certo e das mãos que permaneceram unidas.
Não tenho vergonha de dizer que nasci para te amar, porque não consigo definir a imensidão que sinto quando me beijas com um sorriso ou quando iluminas o meu dia. Não há nenhuma palavra, por mais que escreva, que possa equivaler a uma mísera quantidade do tamanho amor que sinto…
E eu sinto e sei que o que nos fez amar, jamais nos irá separar.
Não sei se acredito na vida depois da morte, se o que somos continuará a existir. Mas ainda assim, sei que quando partir, esteja eu onde estiver, vou lembrar-me sempre desses olhos que me fazem sorrir e dessa tua alma que eu amo e agradecerei à vida ter-te pertencido.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D