Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

08
Mar18

[Parte 2] Espera por mim, meu amor

Carolina Cruz

estudo-solidao.jpg

 

Veio a revolução e a chegada ao meu país, cantava-se “Vila Morena” de Zeca Afonso e todos achavam que seriamos livres. Mas eu… eu nunca mais seria livre dessa saudade de ti, perdera as minhas ligações ao Alentejo, perdera todas as ligações da minha vida, até a minha própria vida. 
Achei que seria um homem forte, mas nenhum homem é forte o suficiente para aguentar acabar com a vida de tanta gente e não acabar com a sua. Eu não era o mesmo, não era o mesmo que te beijava a testa quando me davas pontapés, não era o rapaz que sorria ao ver-te ler um livro, não era o mesmo, tinha trinta anos, mas um medo de criança, uma vida de oitenta, uma vontade de nascer de novo, mas que nascesses comigo.
Se eu não te tivesse comigo, se eu não conseguisse mudar, eu não queria viver. 
Porém a vida tem sempre maneira de nos fazer renascer, de nos surpreender, de nos enviar uma mensagem “espero por ti, espero que dês o teu melhor”.

 

(continua...)

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D