Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

07
Jan17

Melhores dias virão.

Carolina Cruz

13428638_550235035183726_5438701003190884318_n.jpg

 

Eu sei que a regra é seres feliz, que a sorte está em encarar as adversidades sempre com ar lutador e um sorriso nos lábios, mas também sei, sim sei perfeitamente que ha dias assim.
Dias em que nem tu te compreendes, dias em que só te apetece chorar ou partir. Mesmo quando dizem que o importante é dares valor ao que tens porque muitos sonhavam tê-lo, tu sabes disso mas isso não te chega, porque o que tens não é o bastante, não te satisfaz, não foi o que sonhaste.
Hoje faltam-te as asas para voar, falta-te a força, mas por favor peço que nunca falte a esperança, a mim e a ti, de que melhores dias virão.

 

 

04
Jul16

[Por aí] No blog "Cidade do Pecado"

Carolina Cruz

Hoje uma blogger faz anos e hoje o post é dedicado a ela, a querida Daniela Martins do blog "Cidade do Pecado", onde eu tive o privilégio de postar por um dia. 

O tema escolhido? O desemprego. Na altura passavamos ambas por isso, acho que foi um tema importante para ser abordado... porque tal como nós muitos estavam e estão nessa situação.

É importante darmos voz e força pois sabemos que vamos todos no mesmo barco. Querem ler um pouco?

Desemprego_jovem.jpg

 

 

"Eu sei que somos muitos, tu e eu estamos aqui, lamenta-te à vontade, mas não te deixes abater nessas lamentações, tu és mais forte do que julgas, ocupa-te, vive os teus sonhos, aqueles que moram no teu coração. Não te deixes morrer no sofá a ver séries, vai à luta, por ti, tu és melhor do que julgas, e o tempo poderá demorar, mas tu e eu, cada um a seu tempo conseguirá alcança-lo. 
Apoio-te, choro e sorrio como tu, contigo. Vamos no mesmo barco, mas partimos à aventura, em busca do que de melhor há em nós, porque o desemprego não nos define, não é uma condição, mas uma consequência do tempo em que vivemos!
Força, dá força, dou força a milhares de nós neste caminho que terá um fim feliz, onde a esperança e o sucesso nos irá abraçar e dizer: conseguiste!"
 
 
Para leres completo basta acederes a este link: Cidade do Pecado. Visitem o blog, é fantástico.
Muitos parabéns querida Daniela 
 

 

05
Jul15

[Dar que pensar] A adversidade és tu.

Carolina Cruz

Hoje trago uma mensagem que inspira aqueles que se dizem incapazes de saltar barreiras quando os sonhos estão de baixo do nariz.
As adversidades, diz Paulo Azevedo, estão na nossa cabeça e cada vez mais acredito nisso. Somos nós que construímos as nossas oportunidades, e ao invés somos nós que não as alcançamos quando deixamos que o medo tome conta do que somos (ou do que não somos, na verdade).
Todos seremos capazes de alcançar até o impossível, se lutarmos.
Paulo Azevedo desafia-se a ele próprio todos os dias desafiando de alguma forma as mentalidades fechadas que ainda vivem sob o preconceito, as mesmas que não acreditam que seremos capazes se lutarmos.
Cada pessoa tem o seu tempo para construir a sua força, esperança ou fé mas se acreditar realmente em si e se for preserverante, então chegará onde a vista alcança.
Porque a diferença é o que somos, e "ser diferente não é sinónimo de inferior", senão todos seriamos inferiores porque, na verdade, somos todos diferentes e é isso que nos torna especiais: a nosso essência e os nossos sonhos, onde a única barreira que possa existir é mesmo deixar de sonhar.

 

Bom domingo! :)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D