Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

01
Out18

Ela...

Carolina Cruz

41940935_532823597167814_6929162534972817408_n.jpg

 

Ela não é fria, ela simplesmente se cansou de dar o seu coração a quem, por uma ou outra razão, o engana, o desfaz.
Ela cansou-se de procurar abrigo nos braços onde vivia sem tecto, onde o chão que pisava era escorregadio e traiçoeiro, porque ela só se dá a quem ama de coração inteiro.
Não há metades, só quer certezas e, na sua vida, prefere ter poucos, mas aqueles que sabe que estão lá sem cobrança ou ciúme, com desejo de lhe querer bem todos os dias. Porque ela aprendeu que mais vale estar sozinha do que com quem não lhe quer bem. Afastar as más energias e as obrigações, já bastam os fretes no trabalho e na rotina, não há tempo para magoar numa amizade, só o faz quem quer e no seu coração só cabe quem ela quiser.

05
Jan18

Hoje e sempre

Carolina Cruz

22549739_1690401420971333_8463648196840062112_n.jp

 

Ela sorri com o olhar.
Tem vida nos seus lábios.
Canta com o corpo e vibra no meu.
Ela é paixão ardente e calmaria.
É o meu porto de abrigo, minha alquimia.
Ela é bonita quando acorda, mesmo com aquele mau feitio.
Ela é sexy, sem qualquer maquilhagem, sem roupa, 
Em casa, no escritório, na cama.
Ela é o amor no corpo e na alma de mulher.
É a mulher que amo.
E como eu a amo tanto. Não sei definir. Não tenho palavras.
O que sinto revê-se no meu olhar quando a vejo, quando a abraço, quando a embalo em mim.
Olho para ela e só sei sentir-me o homem mais sortudo do mundo por confiar no seu coração e no extraordinário ser que é e por tornar-me em alguém melhor.
Com ela aprendi a viver o momento, mas fazendo planos para o futuro.
Olho-me ao espelho e recordo o futuro que ainda não chegou. 
As suas mãos frias na minha cara carregada de rugas e de saudade e dizer-lhe:

"Aqueço-te as mãos meu amor, pois o teu coração quente foi o que fez o meu bater estes longos anos..."

Partir por fim, com o seu ohar atento. 
Não quero perdê-la, dói tanto pensar nisso, em perdê-la. 
Quero ir primeiro, para não sofrer.
Sei que noutra vida nos encontraremos, pois estaremos ligados nesta linha entrelaçada que é olharmo-nos com amor. Isso será infinito, em qualquer lugar. 
Hoje e sempre, eu sei que é ela quem eu vou sempre amar.

10
Dez17

Ela

Carolina Cruz

24775102_372244199892422_4481072403495322638_n.jpg

 

Ela é leve, desprendida, presa ao que vale realmente a pena. 
Não precisa de muito, precisa apenas de viver... Bem!... E feliz... 
E ela sabe ser feliz com tão pouco. 
Alimenta-se de momentos, de alegrias, de abraçar, abraçar muito, os outros, quem ama, o mundo. 
Precisa de tristezas porque também necessita de chorar, ela não é de ferro, porém apresenta sempre um sorriso, até quando a vida é malvada.
Ela é rebelde qb, porque sabe que a vida é para ser vivida ao minuto, pois passa num segundo. 
É também quanto basta de ansiosa, de teimosa, de arrogante, nessa pressa de aproveitar cada momento ao segundo. Quer tudo o que não seja nada, não quer meios termos, quer confiança, conforto, decisão. 
Queria conhecer todos os lugares da Terra, mas não precisa de grandes viagens, quer sim estar perto de quem ama e por quem ama atravessa o mundo.
Ela só quer uma boa paz de espírito, um bom livro, uma mensagem para toda a vida, para ler mas também para escrever.
Acredita que ainda pode mudar o mundo e por vezes acredita que as palavras despertam sorrisos e são os sorrisos o gesto mais bonito de encantar quem está perto, mesmo estando longe.

04
Jan17

[Ficção] Ela é... minha!

Carolina Cruz

FB_IMG_1459207702592.jpg

 

Ela é maravilhosa, extrovertida, adorada pelos outros, desejada quiçá por tantos, sei-o, mas não a condeno por isso.
Ela é minha namorada. Se tenho ciúmes? Claro, é sinal que me importo, que a amo de verdade.
No entanto não a prendo nesses ciúmes, não a forço a mudar, nem quero... Eu gosto dela assim.
Tenho sim orgulho de ser eu a dormir a seu lado, de a agarrar e beijar. É no meu ombro que ela chora sempre que precisa, é no meu abraço que ela partilha a maior felicidade, o seu sorriso mais feliz.
É por isso que não abuso dos ciúmes que possa ter, porque se ela me escolhe é porque me quer. Estamos completos nessa certeza de que o seu coração só a mim me pertence.
Não duvido, entrego-me, rendo-me, a ela, ao amor.

 

18
Nov16

[Cinema] You're not you

Carolina Cruz

You’re not you.jpg

 

Abordar uma doença grave e degenerativa como ELA (esclerose lateral amiotrófica) não é fácil, mas Hillary Swank fá-lo na perfeição, levando-nos às lágrimas.
Nem sempre sabemos como lidar com esta doença nas pessoas que mais amamos.
O ar juvial perder-se e a amargura começa-se a expressar no olhar, surgem por consequência, mesmo sem querer, os sentimentos de pena.
No entanto, quando alguém entra na nossa vida com ar despreocupado querendo ver-nos como alguém igual a si próprio e cheio de qualidades, toda a reviravolta que a nossa vida dá faz com se encaremos a vida com outros olhos, de outra forma, mais leve, mais sorridente, mais presente, mostrando aos outros que ainda temos o nosso valor.
Um filme bonito, realista, que nos mostra que as pessoas não são o que vestem ou a sua condição mas sim o que sentem.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D