Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

29
Out18

Esperarei sempre por ti

Carolina Cruz

38497337_501536756963165_6305774716590227456_n.jpg

 

Deixa-me abraçar-te, perder-me para sempre no teu abraço. 
Fazes-me falta. Tanta falta. 
Por que razão temos de estar separados se é o amor que nos une? 
Passámos uma vida um com o outro. Eu sei que passávamos também o tempo todo a discutir, mas que importa isso, se a verdade é que nos amamos loucamente?
Não partas já. Não me deixes ir... Se fores, não vás sem mim. 
Fica, ficarei contigo, ficaremos juntos. Havemos de ter fé, havemos de arranjar forma, porque o amor nos basta, e se basta para quê complicar?
Vem, tenho os braços abertos e um sorriso nos lábios à tua espera. Esperarei sempre por ti, acreditarei para sempre neste amor!

07
Mai17

[O teu olhar] Dias...

Carolina Cruz

Simple Girl.jpg

 

Há dias em que tens de acreditar.
Há dias em que tens de ter fé a dobrar, confiança a dobrar, sorrisos a dobrar, lágrimas se for preciso chorar.
Há dias em que tudo desaba, sim.
Há dias em que parece mesmo que nada mais existe contigo, senão a dor.
E é nesses dias que tu precisas de ti mesma. De te sentares, de confiares em ti, de te confidenciares.
Ninguém disse que era fácil pois não?
Ninguém disse que a vida o era, certo?
Então senta-te aí e escuta a tua voz, ainda que pareça vir do outro lado do oceano, onde as lágrimas são um mar perpétuo, um sofrimento sem fim.
Tu tens algo para dizer a ti própria, que és forte, guerreira, sonhadora, e que concretizas todos os teus sonhos.
Se alguém disser que não, mando-a à merda.

  

 

 

 Fotografia da autoria da simpática Simple Girl 
17
Out16

Pensando em ti.

Carolina Cruz

18.png

 

Adoro adormecer pensando em ti porque tal como tenho fé em Deus, sinto fé em nós.
Amo-te como nunca soube amar ninguém. Partilho esta paz de olhos fechados. Vibro em sintonia com esta alma de amor que nos cria e nos preenche. Agradeço-Lhe por te olhar nos olhos e saber que esta magia que nos enche apenas morrerá connosco, porque se hoje dormimos, amanhã acordamos para amarmos de novo como um café que não esfria num pequeno-almoço doce para toda a vida.

 

(fotografia do filme "A culpa é das estrelas")

12
Set16

Que amanhã exista

Carolina Cruz

75.jpg

 

Senti a brisa que me ofuscava ao longe, senti no verdadeiro sentido do verbo sentir. Repito-me constantemente, mas a pureza do que vivi transcendeu-me, apetecia-me, somente, tocar o céu, arrepiar-me e acreditar que tudo aquilo valia a pena. 
Apetecia-me amar, amar perdidamente, a doçura do teu olhar e enamorar-me em cada onda do teu corpo que não tinha fim, que eu desejo que não tenha. 
Desejo sim que tudo o que sinto, seja por si só, eterno. Que se eternize na vivência do que somos, na paz e na fé que tenho do que seremos um dia e que essa plenitude do que encontrámos seja tudo aquilo que amanhã exista em nós, amor.

24
Ago16

[O teu olhar] Aqui vive a minha alma!

Carolina Cruz

22.jpg

 

É neste lugar que a minha alma vive. Nesta sala as palavras que canto por mais difíceis ou cruéis que sejam na realidade tornam-se melodia, onde meu sonho tem lugar.
Em frente a este microfone eu dou o meu melhor, tenho fé no meu dom e dou alegria à minha voz. Agradeço por tudo o que me tem dado a vida e canto de novo e a cantar tudo se torna mais claro, mais feliz, mais atrativo de se ser experienciado, trago um sorriso no rosto e uma alma renovada.
Tudo neste lugar ganha e tem magia! 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto da autoria de António Allegro, um rapaz com uma voz inspiradora, visitem a sua página :)

18
Mai16

Ventos alimentam marés.

Carolina Cruz

10.jpg 

Ponho em prática sonhos meus que nem o sol nem a lua me impedem de realizar.
O agitar das ondas do mar é brando, vai virando, mudando conforme a maré, limpa brizas que traiçoeiramente esperam que anoiteça.
Meus sonhos não se elevam como uma doce pedra que voa ao vento. Pedaços meus de sonho são rochedos que se libertam da fúria do mar e que não deixam que jamais alguém os destrua.
São fortes, quebram o silêncio num sussurro mas marcam a diferença.
Enchem-me a vida de cor e sentem o sorriso nos lábios na frescura salgada do mar.
Ventos alimentam marés, como sonhos me alimentam a vida, lutarei até chegar a mim, combatendo todas essas forças, com fé, tão perto do futuro, tão longe do fim.

26
Abr16

“O livro que marcou a minha vida”, com The Chocolate

Carolina Cruz

9789727110711.jpg

 

Há uns meses fui desafiada pelo blog The Chocolate (um doce de blog) para falar sobre o livro que mais me marcou, e não podia ter vindo em melhor altura, pois há já algum tempo que andava para ler “Na Margem do Rio Piedra, eu sentei e chorei” de Paulo Coelho, o livro que marcou a minha vida. O livro que me fez começar a ler desmedidamente e que fez com que me prendesse a este amor pelos livros, a esta paixão mágica que é ler.

 

Este livro de Paulo Coelho marcou-me, porque de certa forma, retrata um pouco da minha forma de levar a vida, de amá-la, de viver com fé, com um olhar bom sobre o mal que por vezes nos pode acontecer.
As suas palavras fazem-me sorrir, parece que conversam comigo, que falam um pouco sobre mim.
Na verdade, fala-nos sobre as pequenas coisas da vida, aquelas que lhe dão sentido: o amor, a luta, a fé em não desistir dos nossos sonhos, no vencer o medo de correr riscos. Porque a vida é isso mesmo, precisamos de viver um dia de cada vez, em harmonia connosco mesmos, com a natureza, com os outros.
Um livro que nos encanta, nos emociona e nos faz abraçar a vida!
Faltam-me as palavras para o definir, por isso deixo-vos um excerto:

 

“É preciso correr riscos, dizia ele. Só percebemos realmente o milagre da vida quando deixamos que o inesperado aconteça. (…) quem presta atenção ao seu dia, descobre o instante mágico. Ele pode estar escondido na altura em que enfiamos a chave na porta, pela manhã, no instante de silêncio logo após o jantar, nas mil e uma coisas que nos parecem iguais.
A felicidade às vezes é uma bênção – mas geralmente é uma conquista.
O instante mágico do dia ajuda-nos a mudar, faz-nos ir em busca de nossos sonhos. Vamos sofrer, vamos ter momentos difíceis, vamos enfrentar muitas desilusões – mas tudo é passageiro, e não deixa marcas. E, no futuro, podemos olhar para trás com orgulho e fé.
Pobre de quem teve medo de correr os riscos. Porque este talvez não se dececione nunca, nem tenha desilusões, nem sofra como aqueles que têm um sonho a seguir.”

 

Leiam, vale (muitíssimo) a pena.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D