Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

17
Ago18

[Resenha Literária] Sorriste-me

Carolina Cruz

36969677_1760180220684891_1418867898209796096_n.jp

 

Após publicar "Há pesadelos que nos fazem acordar", Joana Veríssimo traz-nos este ano o seu segundo livro - "Sorriste-me", tão bonito como o primeiro.
"Sorriste-me" fala-nos de Laura e Pedro, um casal improvável que vive um amor ditado como "impossível", mas a beleza do livro, das suas palavras e personagens é que, independentemente de tudo, acredita-se no sentimento que move a vida, que move as personagens e isso é o mais essencial - acredito no amor que sentimos. 
A Joana tem uma escrita maravilhosa, prende-nos do início ao fim do livro e a sua originalidade e criativade são de excelência, apresenta-nos um romance diferete, acompanhado em cada "capítulo" por uma música. 
Um livro com uma banda sonora lindíssima, um diário de fé e confiança no amor e, na minha opinião, uma verdadeira obra literária. 
Vale mesmo a pena ler. 


Se ficaram curiosos e querem saber e ler um pouco mais da Joana, sigam as suas redes sociais: 
https://www.facebook.com/jisrv/
https://www.instagram.com/joanaverissimoautora/ 

 

18
Jul18

[Resenha Literária] "Letizia" de André Curvelo Campos

Carolina Cruz

285x.jpg

 

"Letizia", um livro de André Curvelo Campos é mais uma prova que há muitos bons escritores que andam escondidos e graças à CoolBooks podemos descobri-los. 
Tenho ficado bastante grata e admirada positivamente com as publicações da CoolBooks, "Letizia" não é excepção!
Este livro fala-nos de Luís, um jovem jornalista, que viaja para Florença para investigar o homícidio de Salvatore Savelli, um professor universitário e escritor conceituado, já passados 10 anos da sua morte.
Passado tanto tempo não há muita evolução na investigação, não há grandes provas, nem testemunhas. 
Luís volta a Florença depois de lá viver um romance tórrido, uma lua-de-mel em segredo e de perder esse amor. Mesmo passados três anos, Luís ainda não conseguiu esquecer esse amor e voltar àquela cidade é um tormento, até conhecer Letizia, uma rapariga lindíssima, inspiradora, mas igualmente cheia de sedução e segredos. 
Luís que se deslocou a Florença apenas para escrever sobre a morte de Savelli, aprende também que a mesma cidade pode voltar a ter encanto com um novo amor, mas o secretismo imenso de Letizia deixa-o desconfiado, por vezes o coração engana-nos e ele já se enganou tanta vez, será que Luís não vai cair de novo em alguma ladaínha de uma mulher sedutora?
"Letizia" é um livro pequeno, de fácil leitura, que prende do início ao fim, com passagens tão bonitas que nos fazem viajar, tão inquietas que nos fazem viver cada momento das personagens. 
Surpreendente, real e bonito!
Não se enganem, este livro não é apenas mais um, é sim um livro que têm de ler!

 

10
Jul18

[Resenha Literária - Chiado Editora] O homem que me fizeste ser

Carolina Cruz

250x.jpg

 

 

 

Já há alguns anos que sigo o trabalho fantástico do André Sousa no seu blog “Pedacinhos de mim para ti”.
O André tem uma escrita suave, mas muito intensa e neste livro não é exceção.
“O homem que me fizeste ser” é um diário de um homem que ama, de um homem que escreve diariamente o seu amor, a sua paixão eterna.
Um homem sem medo de dizer o que sente, sem medo de amar plenamente, de sentir, de chorar. 
Retrata a sua dor, a saudade, o amor, o desejo carnal, o prazer, a juventude e um envelhecer nos braços de quem se ama. 
Um livro encantador que nos faz pensar que nunca devemos deixar de dizer o que sentimos e que a vida e o amor são a nossa existência, essenciais à nossa vida.
Aconselho vivamente a leitura deste livro!

04
Mai18

[Resenha Literária] Ondas de Calor

Carolina Cruz

Ondas de calor.jpg

 

Agora que andamos numa de consumir séries como viciados (falo por mim também)...
Quem se lembra de Castle? Que saudades eu tenho desta série, uma das minhas de eleição!
É uma série que aborda crime, sedução, amor, escrita e muita comédia!
Richard Castle, na série, é um escritor que acompanha Beckett no seu trabalho como detetive, para escrever os seus livres de crime e de suspense, que são reais e já estão em Portugal desde 2015!
Usando as mesmas personagens da série, mas com os factos ficcionais que Castle escrevia nos seus livros, os livros falam-nos de Rook (baseado em Castle) é um jornalista que procura Nikki Heat (baseada em Beckett) para escrever uma notícia/crónica sobre aquele departamento de investigação.
"Ondas de Calor" é o primeiro livro  e fala-nos sobre um assassinato de um homem rico, detentor de uma grande galeria de obras de arte, viciado no jogo e nos negócios. Fala-nos também da relação de Nikki Heat com o seu trabalho, os seus colegas e com Rook.
Acompanhar as personagens do livro que caracterizam bem as personagens apresentadas na série, trouxe-me uma verdadeira nostalgia. 
Li o livro em duas ou três semanas por isso mesmo e não só, também por ser incrivelmente bem escrito, nada massudo e muito divertido! 
Creio que quem gostou da série, não pode perder a leitura dos seus livros...
Eu adorei este, venha o próximo!
E vocês? Conheciam?

29
Abr18

[Resenha Literária] Caos

Carolina Cruz

capa_caos_ebook.jpg

 

 

 

"Caos", um livro de Cláudia Santos Duarte, publicado pela Chiado Editora, é um livro pequenino, muito simples de ler e que nos traz variadas emoções.
É uma história diferente, original e fala-nos de alguém que aparece de forma inesperada "num mundo outrora belo e cheio de vida". Este ser, ao receber ameaças de uns e ajuda de outros, vai conseguindo descobrir mais sobre a sua estranha chegada àquele lugar.
E que lugar estranho é esse?
Posso dizer que ler este livro trouxe um "caos" à minha cabeça. O que não é mau! A verdade é que não sendo fã destas histórias do mundo fantástico, fiquei rendida!
Quero com isto dizer que me rendi à leitura. A cada página a história vai sendo desvendada envolta de mistérios e ação, a vontade de ler mais e mais é constante e no final (sem spoilers) ficas com um cheirinho a pouco, porque queres mais!
Gostei!

02
Abr18

[Resenha Literária - Chiado Editora] Sinto-Te, de Ana Silvestre

Carolina Cruz

350x.jpg

 

"Sinto-Te", é um livro de Ana Silvestre, uma autora por quem eu tenho um grande carinho e admiração, pois já há algum tempo que tenho vindo a seguir a escrita da Ana e a adoração que tenho pela simplicidade e beleza das suas palavras aguçou-me a vontade de ler este livro, publicado pela Chiado Editora. E, a verdade, é que não me desiludiu nem um bocadinho. 
Os pensamentos da Ana, a sua forma de levar a vida, de descrevê-la e escrêve-la vão muito ao encontro do que sinto. E rendi-me a este livro também por isso. 
"Sinto-Te" fala-nos de Joana, uma rapariga que tem premonições e acredita em sonhos e em sinais. Sonha com o homem da sua vida, mas Joana é um pouco complexada e cheia de segredos, por isso quem a amar e desejar tê-la para a vida toda terá de a desvendar.
Este livro aborda o perdão, o amor - um sentimento que todos presenciamos, mesmo quando levamos a vida a evitá-lo, as simplicidades do dia-a-dia e como elas são tão importantes nos detalhes da vida. Essa vida que não é fácil, que nos dá muitos motivos para chorar ou desistir, mas que ainda assim é bonita e especial quando tocamos nas memórias mais felizes, quando o amor acontece, entre irmãos, entre pares, amigos, familiares. Porque a vida é feita de momentos, sejam ele maravilhosos ou menos bonitos. É preciso deixar o amor acontecer e a vida irá sorrir-nos.
É isso que Ana Silvestre nos mostra neste livro tão doce, tão genuíno, e de fácil leitura! 
Leiam, porque vale mesmo a pena!

26
Fev18

[Resenha Literária] A todos os rapazes que amei

Carolina Cruz

350x.jpg

 

“A todos os rapazes que amei” é um livro “young-adult” escrito por Jenny Han.
Confesso que adoro este género de livros e este é fantástico.
Conta-nos a história de Lara Jean, uma jovem sonhadora, que guarda numa caixa, oferecida pela mãe, várias cartas escritas aos rapazes que amou. 
Lara Jean escrevera-as para se permitir encerrar um capítulo e finalizar (ou tentar finalizar) esse amor que sentia, em jeito de despedida. Porém, vê a sua vida do avesso quando as cartas, que tinham destinatário, mas sem intenção de chegarem ao destino, são realmente entregues aos rapazes que amou. E é então aí que a aventura começa e o que julgava ser uma verdadeira confusão dá lugar a histórias que nunca vai querer esquecer!
Um livro com um toque muito pessoal, escrito na primeira pessoa, com passagens divertidas e doces, em contexto familiar, com um romance de rir e chorar por mais, onde a leveza e a simplicidade predominam.
Esta história dá-nos também a prova de que o amor surge quando menos esperamos.
Este livro tem (felizmente) uma continuação e em breve virei a falar sobre ela.
Até lá, aconselho vivamente a leitura, vão adorar conhecer esta história e as suas personagens maravilhosas!

18
Set17

[Resenha literária] Tudo, tudo... e nós

Carolina Cruz

31804840.jpg

 

“Tudo, tudo e nós” é um livro simples, mas tremendamente “encantador e poético” como definiu o The New York Times. 
Quando digo simples, quero dizer de fácil leitura. 
A sua leitura fácil caracteriza-se pelas descrições maravilhosas, inocentes e inteligentes
de Maddy, uma rapariga que vive isolada do mundo, por estar doente e que tratada pela mãe, que faz tudo por ela.
Porém, o seu pequeno mundo muda quando Olly, o novo vizinho aparece na sua vida e é impossível que Maddy não se apaixone. 
O que fará ela pelo seu primeiro amor?
Como seriamos nós se vivêssemos fechados numa bolha? Sem conhecermos o que nos rodeia? Viver no meio dos livros é bom, amar a nossa mãe também, mas nós também precisamos de conhecer novos rostos, fazer novos amigos, novas aventuras, será que a doença de Maddy o permite? 
“Tudo, tudo e nós” é um livro tremendamente mágico, que nos fala sobre o amor. Esse amor que nos move, que comanda as nossas ações, “o amor mata”, “o amor enlouquece”, mas à conclusão que chegamos com este livro e com a vida, é que independemente de como a vida nos seja oferecida é, ainda assim, bom amar!
E eu amei este livro!

 

tudo tudo e nos efeito dos livros opiniao livro.jp

 

27
Ago17

[Resenha Literária] Fazes-me falta

Carolina Cruz

Fazes-me-Falta.jpg

 

Só me apetece dizer isto: Que livro brilhante de Inês Pedrosa!
Pois é, mas não posso ficar-me apenas por estas palavras, porque tenho mesmo de falar-vos sobre este livro que nos dá tanto que pensar, sobretudo o seguinte...
O ser humano vive tão agitadamente, leva a vida a um ritmo tão acelerado que não paramos para pensar.
A vida muda, as circunstâncias mudam, temos atitudes que nos mudam, que mudam os outros perante nós, nasce ciúme onde não notamos, afastamo-nos das pessoas que amavamos, criamos amores platónicos, discutimos com o verdadeiro amor da nossa vida, mas só quando a morte nos bate à porta, às vezes de forma imprevísivel tomamos conta de tudo isso.
Após a morte de alguém querido, o que somos? Que memórias ficam? Quantas palavras por dizer?
Momentos por viver, gargalhadas por soltar.
Quem somos nós depois da nossa morte? O que resta de nós? O que fica?
"Fazes-me falta" é um livro "contada em duas vezes" - uma mulher que acaba de morrer e uma amigo seu que a vê partir.
Neste livro, estes velhos amigos que permanecem-no após qualquer distância, até a da morte, desvendam o que vai nos seus corações, a desilusão, a amizade, os remorsos, a perda, a falta e o amor, desvendado assim todas as questões feitas anteriormente.
Um livro com uma escrita incrível, simples e tão brilhantemente complexa, com jogos de palavras sentimentos literariamente belos.
Um verdadeiro tesoure este livro!
16
Ago17

[Resenha Literária] Eu dou-te o sol

Carolina Cruz

20708136_755765761297318_6495848883056638408_n.jpg

 

 
"Eu dou-te o sol" é um livro para jovens adultos, considerado o melhor do género em 2014. 
Quem o ler vai perceber porquê. 
É um livro leve, bonito e que nos deixa a refletir.
Contando a história de dois irmãos gémeos (Noah e Jude) com um elo de ligação bastante forte que se quebra após a morte da mãe, este livro leva-nos ao encontro do amor e do perdão. 
É verdade que não podemos escolher a nossafamília, mas podemos escolher como vivenciar com ela. 
Noah e Jude depois de ultrapassarem milhares de rumos e experiências diferentes vão entender que há milhares de outras coisas que ainda os liga. 
Porém, será que tudo se irá manter depois de tantas mentiras e segredos revelados? 
Leiam, vale mesmo a pena!
 
 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D