Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

02
Nov18

[Resenha Literária] Pelas ruas de uma cidade sem nome

Carolina Cruz

285x.jpg

 

Por detrás de um amor impossível, há sempre a alma de um louco, e são os maiores loucos aqueles que amam, dizem.
"Pelas ruas de uma cidade sem nome", de Carla Ramalho, fala-nos sobre um amor exatamente assim, incomum, proíbida, com personagens incríveis, que não esmorecem perante aquele que é um sentimento nobre e um tanto moribundo!
Este livro conta-nos a história de Madalena, uma prostituta que tem o sonho de ser escritora e João, um escritor que desiste a cada dia que passa de sonhar. Uma história de amor incomum que nos faz sonhar, nos faz agarrar a cada capítulo, a cada folhear, para saber o que vem a seguir.
A Carla tem uma escrita muito leve, igualmente bonita, joga com passagens do passado e do presente, com sonhos de futuro de duas personagens às quais nos afeiçoamos! 
Mais uma vez um livro com o selo da Coolbooks que não desilude! A autora está de parabéns e a chancela igualmente por apostar em novos autores de qualidade! Bem-haja!

 

 

27
Out18

[Resenha Literária] Tudo o que sempre quis

Carolina Cruz

28168498_1190684497701020_2768785774333772862_n.jp

Sinopse:

"Salvador.Lucas.Helena. Sara e Martim. 5 jovens que se perderam algures na estrada da vida. Todos eles têm assuntos pendentes,cicatrizes e fantasmas que insistem em persegui-los onde quer que vão. Até mesmo quando,um por um, por um motivo ou outro, se refugiam numa pequena Vila a beira-mar sem saberem até que ponto os seus destinos estão traçados. Uma história de amor,de amizade,de dor,perdão e 2as oportunidades. Mas acima de tudo,lealdade. Ninguém é forte o suficiente ao ponto que não precise de outro alguém. O que faria com uma noite que mudou tudo? Até onde iria em nome do amor?”

 

"Tudo o que sempre quis" é o primeiro livro de Ana Rita Correia, uma jovem escritora de 25 anos, autora do blog "The Choice". 
Este seu primeiro livro é uma história com bastante juventude e fala-nos sobre a amizade, o amor, o perdão e a família.
Até onde iríamos para defender quem gostamos? É a pergunta essencial deste livro em que as respostas nos são reveladas ao longo da leitura.
Salvador é um jovem surfista e a personagem principal deste livro, mas a sua história cruza-se com tantas outras, de pessoas com passados feitos de dor e de coragem, que nos surpreendem e nos levam a querer saber mais. 
Este livro tem um cheiro a Verão e é ideal para os fãs de romances jovens e com suspense! 
Uma história bonita e doce que nos faz sorrir!

Ana Rita promete não ficar por aqui e reserva mais surpresas! 
Para saberem mais sobre a autora visitem as suas redes sociais e podem reservar o seu livro com ela:

https://www.facebook.com/aritacorreia.writer/
https://the-choice-26.blogspot.com
https://www.instagram.com/aritacorreia.writer/

21
Out18

[Resenha Literária] O coração de Simon contra o mundo

Carolina Cruz

4.png

 

 

"O coração de Simon contra o mundo" de Becky Albertalli é um livro, na minha opinião, de leitura obrigatória, sobretudo para quem, tal como eu, adora livros "Young Adult".
Este livro fala-nos da grande responsabilidade que é crescer, da dor de cabeça que é amadurecer, mas quão desafiador pode ser. 
Não é fácil crescer, mudar ou revelar quem somos. Receamos perder quem amamos, desiludir a família, perder os velhos amigos.
Simon sempre escondeu um segredo e desvandá-lo vai ser uma verdadeira dificuldade para ele e para os que o rodeiam - Simon é gay.

"Porque é que só os gays é que se devem assumir? Porque é que a heterossexualidade é a norma?" 

É o que Simon questiona e nos faz pensar. Afinal qual é a diferença? Não é amor?
Sim, é amor, e é isso que devemos preservar, querer na nossa vida, respeitar.
Este livro é uma verdadeira abertura mentalidades, uma motivação e uma coragem para quem vive na vida real o sentimento de Simon.
Um livro que homenageia o amor, a união, a família e os amigos, o respeito e a coragem, com um toque de doçura, diversão e espontaneidade.
Um livro que, como disse, devia ser de leitura obrigatória para todos. 

E vocês? Já leram?

09
Set18

[Resenha Literária] O dia em que chegaste

Carolina Cruz

 

 

 

40342994_1840247609346050_3576269884121677824_n.jp

 

 

 

"Mónica, Luísa e Martim conhecem-se na adolescência e são forçados a aceitar, desde cedo, que a vida é feita de contrariedades, de amores e desamores, de situações mal resolvidas. Mal eles sabem que as suas histórias estarão interligadas para sempre.
Um grave acidente vem mudar o rumo das suas vidas, reavivando sentimentos que se julgavam perdidos. Este acidente deixa Margarida, uma pequena e inocente criança, órfã. Mas, no meio desta infelicidade, Margarida ganha uma mãe do coração que promete fazer tudo para a ver feliz.
Uma simples reviravolta é capaz de mudar o rumo de várias pessoas, abrindo-lhes as portas para a possibilidade de criarem um novo futuro."

 

 

 

 

 

"O dia em que chegaste" é o segundo livro de Letícia Brito, lançado oficialmente no dia 8 de Setembro.
Já acompanho a escrita e o trabalho da Letícia há já algum tempo e escusado será dizer que sou fã, que adoro.
A Letícia tem uma escrita maravilhosa, completa, bonita e neste livro não é exceção.
"O dia em que chegaste" é um livro que nos prende e nos apega às personagens reais, por ela, tão bem construídas.
Este livro fala-nos de forma séria e bonita sobre o poder do amor e da sua força nos momentos de tempestade. Faz-nos chorar e sorrir, faz-nos bem à alma.
Um livro intenso que está, a meu ver, ao nível de grandes best-sellers.
Está provado que não há como parar a Letícia e é com agrado que afirmo que esta é, mais uma vez, uma história poderosa!
Não percam, é mesmo maravilhoso!


Está disponível no site da editora Cordel de Prata e na página da autora.

02
Set18

[Resenha Literária] Há cabelos que sorriem

Carolina Cruz

350x.jpg

 

“Há cabelos que sorriem” é um romance terno e maravilhoso, narrado com o afeto e o olhar de uma criança.
Uma criança bastante adulta, com pensamentos e ações maduras, consequência da sua vivência familiar dura.
“Há cabelos que sorriem” fala-nos de um divórcio entre um casal que vive numa África utópica. Envolve-nos e prende-nos entre discussões e recordações de um rapaz que ainda tem tanto para viver, crescer, mas que parece já ter vivido uma vida longa.
A vergonha de se sentir diferente, a vergonha de amar e não ser correspondido, a falta de um amparo familiar e as saudades do velho avô, trazem a esta criança uma sensibilidade forte.
Um livro impecavelmente bem escrito, em prosa, mas com um sentido poético sobre a vida e os sentimentos.
Diogo é um escritor recente mas que, na minha opinião, tem um futuro promissor.
Leiam o seu livro porque vale mesmo a pena.

31
Ago18

[Resenha Literária] Agora e para sempre

Carolina Cruz

9789898869654.jpg

 

“Hoje e para sempre” é o terceiro livro da trilogia “A todos os rapazes que amei” de Jenny Han.
Terminou, terminou neste terceiro livro e eu sinto uma pena e umas saudades descomunais, não pode ser só mais um livro Jenny?
Neste livro ficamos finalmente a conhecer a história final dos seus personagens e embora terminar um livro (para mim) seja sempre uma enorme tristeza, posso dizer-vos, sem abrir muito o pano, a Lara Jean e o Peter não podiam ter um final melhor ou mais realista.
Mais uma vez, Jenny Han apresenta-nos um livro apaixonante e divertido onde as personagens ganham vida e nos encantam.
Jenny Han tem um poder de nos fazer criar ligação com as pessoas que cria.
Esta é uma trilogia maravilhosa que termina, neste livro, mas nos faz chorar por mais!
Quem é fã do género “Young Adult” não pode perder esta trilogia.

O primeiro livro “A todos os rapazes que amei” já foi adaptado pela Netflix.

Quem também é fã desta trilogia?

29
Abr18

[Resenha Literária] Caos

Carolina Cruz

capa_caos_ebook.jpg

 

 

 

"Caos", um livro de Cláudia Santos Duarte, publicado pela Chiado Editora, é um livro pequenino, muito simples de ler e que nos traz variadas emoções.
É uma história diferente, original e fala-nos de alguém que aparece de forma inesperada "num mundo outrora belo e cheio de vida". Este ser, ao receber ameaças de uns e ajuda de outros, vai conseguindo descobrir mais sobre a sua estranha chegada àquele lugar.
E que lugar estranho é esse?
Posso dizer que ler este livro trouxe um "caos" à minha cabeça. O que não é mau! A verdade é que não sendo fã destas histórias do mundo fantástico, fiquei rendida!
Quero com isto dizer que me rendi à leitura. A cada página a história vai sendo desvendada envolta de mistérios e ação, a vontade de ler mais e mais é constante e no final (sem spoilers) ficas com um cheirinho a pouco, porque queres mais!
Gostei!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D