Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

20
Set18

[O teu olhar] A humildade e a lua

Carolina Cruz

Cláudia Fernandes (4).jpg

 

Um dia a lua perguntou-me porque é que eu sorria tanto como o sol. 
Eu corei, disse que admirava as suas estrelas, as que lhe faziam companhia no céu, à noitinha, e ela disse que nada serviam porque brilhavam apenas quando todos os outros seres dormiam, eu falei-lhe de humildade e disse que as valorizava.
Contei-lhe então que o meu sorriso brilhava tanto como o sol, mas que preferia continuar humilde como as estrelas. Que sorria para fazer alguém sorrir, que o que fazia na vida era mais por amor do que para ter sucesso, porque aprendi com alguém que vive no céu, que é uma estrela agora a brilhar, que se tentarmos brilhar como o sol, podemos encadear os outros com a nossa excentricidade, mas se formos humildes como as estrelas um dia os mais belos sonhadores revelarão a nossa beleza.

_________________________

Fotografia da autoria de Claudia Fernandes

13
Fev17

[O teu olhar] Ó lua.

Carolina Cruz

Vitoria Antunes histórias irreais.jpg

(fotografia da autoria da Vitória Antunes dos blogs "Histórias irreais" e "Séries, filmes e afins")

 

Ó lua que me vens de perto beijar pede ao meu amor para sonhar.
Sonhar enamorado comigo, no seu jeito mais puro de dormir e de amar. Como se de um anjo se tratasse, anjo esse que vive de milagres em mim, não me falha, alimenta-me e seduz-me, na sua forma mais simples de ser.
Então assim me enamoro também, nesse tempo que tudo cura, sob as estrelas que o teu luar ilumina. Há muito que começamos a olhar-te com olhos de amor, mas nem por isso deixamos de nos enamorar, pois o coração é um músculo que precisa de se alimentar de sabores com certeza, de condimentos que nos tornam e nos fazem sentir no mais puro de nós. Essa angústia que me amedrontava pede-me agora que deixe a minha alma ser feliz, pede-me para derreter todo o medo nos braços do meu amado sol e assim eu serei a sua lua que com ele se irá deitar, mas todos os dias o beijarei ao primeiro brilho do dia a raiar.

 

 

04
Ago16

Ser sem ti.

Carolina Cruz

27.jpg

 

Não consigo ser sem ti, como o mar não se envolve sem a areia, como o sol nasce para se deitar com a lua.
Abro os meus olhos para te ver dormir, teus olhos fechados trazem a ternura que preciso para me embalar no teu sono e no sorriso.
És o meu segredo que vive para ser contado, no embalo da paixão contínua que sentimos com amor, por isso, preciso de ti, preciso da tua presença e do teu amor para viver, para construir a alma que contigo é completa, na verdade do meu ser.

18
Mai16

Ventos alimentam marés.

Carolina Cruz

10.jpg 

Ponho em prática sonhos meus que nem o sol nem a lua me impedem de realizar.
O agitar das ondas do mar é brando, vai virando, mudando conforme a maré, limpa brizas que traiçoeiramente esperam que anoiteça.
Meus sonhos não se elevam como uma doce pedra que voa ao vento. Pedaços meus de sonho são rochedos que se libertam da fúria do mar e que não deixam que jamais alguém os destrua.
São fortes, quebram o silêncio num sussurro mas marcam a diferença.
Enchem-me a vida de cor e sentem o sorriso nos lábios na frescura salgada do mar.
Ventos alimentam marés, como sonhos me alimentam a vida, lutarei até chegar a mim, combatendo todas essas forças, com fé, tão perto do futuro, tão longe do fim.

01
Dez15

Este amor que nos apetece

Carolina Cruz

4.png

 

 

Tenho saudades da lua que nos guiava o caminho nas noites de verão, em que crepitavam sonhos por entre ruelas de amor.
Falo e não me esqueço de todas as palavras que foram ditas e do seu jeito nu. Pedaços de luar que nos afastam e nos aproximam neste jeito de nos pertencermos. 
É a realidade que abraça o que temos, este amor que nos apetece, que nos vive, para sempre.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D