Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

02
Mai17

[O teu olhar] À tua procura

Carolina Cruz

Sugar Candy - Rita Fernandes.jpg

 

Vim, de propósito, à tua procura. Ao encontro desse abraço, desse sorriso pelo qual morro de saudades. Vim, porque quero. Vim, simplesmente para te ver, para te ter, para lutar por ti. Posso? Deixas? Que eu possa caber no teu abraço onde todos os dias eu via a minha vida amanhecer?
Se não deixares, deixa-me pelo menos encontrar-te. Ver que, se tiveres outro alguém, estás ou não feliz. Por favor, não me proíbas de o fazer, eu não vou impedir-te de viveres a tua vida. Simplesmente eu quero voltar a amar também e ao saber que tu o voltaste a fazer sem pensares em mim, então eu seguirei em frente. Eu sei que é difícil, que talvez esteja a ser egoísta, que não devia voltar ao lugar onde eu fui feliz, contigo. Não devia voltar a onde sei que um dia pertenci e onde talvez não pertenço mais, mas eu quero chegar e partir e saber que tudo fiz para ter de ti o melhor. Posso?
Não te amanhes nessa certeza fugidia, porque agora que voltei, sei que não tens mais ninguém, que ainda pensas em mim, como antes, da mesma forma e no mesmo lugar.
Posso? Podemos? Esse podemos, tornou-se num devemos, e muito, esse abraço.
Por isso sentei-me e esperei que a vida nos trouxesse o pôr-do-sol mais belo para ver no final do nosso dia, por fim, o nosso final feliz.

 

 

(Fotografia da autoria de Rita Fernandes do blog Sugar Candy)

 

 

12
Set16

Minha saudade, avô.

Carolina Cruz

p2.jpg

 

Não consigo visitar a tua alegre casinha, no seu vazio ficou triste.
Conta o segredo que ainda te amo mais do que quando partiste, a saudade é agora uma bonequinha de vidro, que temos de ter cuidado pois é difícil de moldar.
No seu jardim mora o ar carregado de um lugar teu, abandonado. No meu passado a alegre triste casinha foi sempre tua, pertencer-te-á para sempre, como no meu peito permanece o teu amor. 
O teu olhar rasgado é eterno, mais eterna é a minha saudade, avô.♥

27
Jul16

Rumando... (aos 24)

Carolina Cruz

24.jpg

 

 

É na verdade que tudo se constrói, no lugar onde embarcamos, no segredo em que partimos.
Para onde quer que eu vá, estás comigo e se não estiveres, levo-te em pensamento enquanto bate meu coração.
És o meu barco e as velas que rumam contra qualquer vento contrário, somos a esperança de um novo remar, com força e feliz, sonho em ti, contigo, rumando ao nosso (a)mar!

 

 

Parabéns a nós 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D