Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

12
Dez16

[Por aí] "Amanhã? Talvez. Quem sabe?"

Carolina Cruz

15356545_10210924167037104_8984283490055310359_n.j

 

Para quem me lê diaramente sabe, concerteza, que adoro inspirar cultura na minha vida. O teatro não é excepção, adoro teatro e gostava realmente de poder vê-lo com maior regularidade. No entanto, nem sempre isso é possivel. Este sábado foi possível, e é sobre ele que vos venho falar.

 

"Amanhã? Talvez. Quem sabe?" é uma peça bastante divertida! Que tem um elenco talentoso e fenomenal e, mais fenomenal ainda é que, de entre risadas e uma cumplicidade bastante visivel em palco, este grupo de teatro de Taveiro "Loucomotiva" fala-nos sobre a diferença, trabalhando-a em palco, sem medos, sem receios, sem barreiras, e o protagonista desta realidade é o ator Paulo Azevedo, que se apresenta claramente como é, sem as suas próteses, em pleno palco, onde, na verdade, parece ter nascido.

Este teatro tem uma história bastante divertida, que conta que "esta companhia foi destacada pelo presidente da Republica, atribuindo-lhe um único subsídio destinado ao teatro por parte do Ministério da Cultura." O que é que será que eles irão fazer? Faltam 12 meses, 12 meses que passam a correr, tanto que parecem caber numa hora. 

A peça esteve em cena este sábado, dia 10, mas continuará nos dias 17 e 18 de dezembro na "Loucomotiva" em Taveiro.
É, na minha opinião, uma peça que serve não só para soltar gargalhadas, rir até não poder mais, mas também para aprendermos a olhar a diferença como algo natural à vida do ser humano. Porque afinal somos todos diferentes e especiais à nossa maneira, não é verdade?

Vou deixar-vos com um video promocional da peça, para perceber o quão divertido poderá ser o vosso serão, se escolherem assistir à mesma! Sobretudo, malta de Coimbra, não percam esta oportunidade!

 

 

 

(Fotografia retirada da página do ator Paulo Azevedo e video da página da companhia, mencionada anteriormente)

05
Jul15

[Dar que pensar] A adversidade és tu.

Carolina Cruz

Hoje trago uma mensagem que inspira aqueles que se dizem incapazes de saltar barreiras quando os sonhos estão de baixo do nariz.
As adversidades, diz Paulo Azevedo, estão na nossa cabeça e cada vez mais acredito nisso. Somos nós que construímos as nossas oportunidades, e ao invés somos nós que não as alcançamos quando deixamos que o medo tome conta do que somos (ou do que não somos, na verdade).
Todos seremos capazes de alcançar até o impossível, se lutarmos.
Paulo Azevedo desafia-se a ele próprio todos os dias desafiando de alguma forma as mentalidades fechadas que ainda vivem sob o preconceito, as mesmas que não acreditam que seremos capazes se lutarmos.
Cada pessoa tem o seu tempo para construir a sua força, esperança ou fé mas se acreditar realmente em si e se for preserverante, então chegará onde a vista alcança.
Porque a diferença é o que somos, e "ser diferente não é sinónimo de inferior", senão todos seriamos inferiores porque, na verdade, somos todos diferentes e é isso que nos torna especiais: a nosso essência e os nossos sonhos, onde a única barreira que possa existir é mesmo deixar de sonhar.

 

Bom domingo! :)

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D