Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

05
Out17

[Séries] Gossip Girl

Carolina Cruz

maxresdefault.jpg

O que fica depois de todas as discussões? O amor.

Quem fica do nosso lado depois de falarem mal de nós? Aqueles que nos amam.
O que nos salva da hipocrisia e maldade do mundo? A amizade.
Foi este pensamento e esta lição que trouxe da série “Gossip Girl”, de 2007. 
Uma série de drama adolescente, que é passada em Manhattan, New York e retrata a história dos jovens estudantes das mais prestigiadas escolas de Upper East Side, onde é criado um site intitulado Gossip Girl (que narra a história) e sabe tudo sobre eles. 
A personagem principal é Serena (a vitima principal de Gossip Girl) que regressa após uns tempos fora, mas o que fez esta rapariga partir? Por que é que é rejeitada pela melhor amiga? Por que é falada por todos?
É aqui, neste ponto da história, que começa esta série de seis temporadas. À qual, sem estar à espera, me rendi completamente. 
Primeiramente, comecei por me render à simplicidade de Dan Humpfrey, que se encontrava à parte de todo o luxo e de todas as mentiras. A sua humildade e o seu amor fez com que me apaixonasse pela série. 
Mais tarde, rendi-me à personagem de Chuck Bass e ao papel fantástico e tão genuinamente bem interpretado por Ed Westwick. 
Depois a série aproximou-me verdadeiramente de todas as personagens e é impossível fugir ao suspense e enredo que cada episódio traz consigo. 
Tenho a certeza que quem gosta de um bom romance, de uma história de suspense e vingança, vai gostar, sem dúvida alguma, desta série.
Mais não posso revelar. 
Vejam e criem a vossa opinião.
 

 

 

 
19
Set17

[O teu olhar] Não me condenem

Carolina Cruz

Manu pereira.JPG

 

Sento-me e sinto-me em paz. 
Não há nada que mais me acalme que a natureza, o seu verde, o seu ar puro, a sua sensatez. 
Ouço os pássaros cantar, os alfaiates a salpicar na água, a aurora a nascer, o dia a anoitecer, e ainda assim, por mais que todos os dias terminassem, eu permanecia aqui, com uma inquietude no peito, uma sensação maravilhosa que é estar de bem comigo, de bem com o mundo. 
Ler torna-nos assim, mais calmos, mais tolerantes a aceitar o que nos rodeia, a mimar a natureza, a amá-la, a compreender os outros, a amarmo-nos a nós mesmos, a viajarmos dentro de nós próprios.
Podemos ir a qualquer lugar sem sair de onde estamos, conhecemos novas personagens, novas histórias de ficção que semelhantes ou não à nossa própria vida, nos dão outro alento, outra esperança, um novo acreditar.
Não sou anti-social ou snob, nada disso, gosto de preservar o que me faz melhor, o conforto de um livro é tudo o que desejo para relaxar e então num banco de jardim, sinto-me completa.
Não me condenem, experimentem fazê-lo.

 

(Fotografia da autoria da Manu, uma fotografa que nos toca com o seu olhar em "Existe um olhar")

11
Mar17

[Resenha Literária] Viver sem ti

Carolina Cruz

1507-1-2.jpg

 

“Como recomeçar quando perdemos quem amamos?” é o mote para o livro “Viver sem ti” de Jojo Moyes.
Como será a vida de Louisa Clark após a partida do seu querido Will? A vida dos seus pais? Como recomeçar depois de toda a desilusão? Com a dor do luto… Será que a morte de Will não foi tão dolorosa para quem ficou como fora o seu acidente e a sua condição? Claro que sim, mas novos começos precisam de acontecer.
Embora, não tenha chorado tanto como no primeiro livro. Esta continuação é igualmente fabulosa e Jojo Moyes tem o poder de nos fazer sorrir mesmo no pior momento das suas personagens.
A forma espetacular como conta o dia-a-dia das mesmas, as suas rotinas, com simplicidade e amor, torna um livro simples numa descontrolada emoção de sentimentos. Isto porque, ao longo da história, vamo-nos apaixonando ainda mais pelas personagens que Will amava, e vamos percebendo como é difícil perder o lugar de alguém no coração e que ninguém é substituível. No entanto, novos começos são necessários e se acreditarmos muito, eles realmente acontecem.
Neste livro vemos a evolução de Louisa Clark, a sua mudança e os seus sentimentos sempre à flor da pele. Porque ela é, muito mais do que julga, uma mulher forte e realmente bondosa, é isso que a torna bonita por dentro e por fora.
Não acredito que vou dizer isto, mas vou ter saudades dela.
Vamos ler? Vale muito a pena!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D