Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

06
Fev17

Com o tempo aprendes...

Carolina Cruz

Com o tempo.jpg

 

Com o tempo aprendes a dar tempo. A dar tempo ao amor, às amizades. Porque aprendes que o que é verdadeiro seja a que distância for, espacial ou temporal, nunca morre.
Amigo não é aquele que não te larga o braço ou aquele que sabe realmente tudo sobre ti atempadamente, que fala contigo todos os dias e te manda mensagens a todo o minuto. Não, nada disso.
Um amigo é aquele que te abraça mesmo de longe, que vive as tuas felicidades e te agarra nas derrotas. O verdadeiro amigo não precisa dizer que está aqui todos os dias, porque ele está, e tu sabes disso quando passa o tempo que passar e a conversa desenrola-se como se ontem tivessem estado juntos.
Um verdadeiro amigo conhece-te muito bem e gosta de toda a tua pessoa, até dos defeitos, porque foram as tuas características e as dele, que plantaram na terra todos os vossos momentos, os bons e os maus. Se não quebrou, fez parte, fortaleceu.
Um verdadeiro amigo aparece quando todos os outros partem, quando as adversidades acontecem, amigo é aquele que está lá para o que der e vier, basta ligares, basta chorares, sorrires. Não precisa de morar na tua casa, mas no teu coração.
Amigo é aquele que partilha contigo memórias e deseja criar ainda mais lembranças, porque os tempos mudam, as vontades e a maneira de ser pode mudar, mas a amizade jamais!
Não implores, nem mendigues amor, porque tudo surge, tudo se revela e tudo se mantém, para sempre, se for verdadeiro, fica, permanece.

 

24
Jan17

[Ficção] Pensei em escrever-te.

Carolina Cruz

podes não saber....JPG

(foto by "cidades de papel")

 

Podes não saber contar ou cantar, encantando, mas sei que o amor nos toca a todos.
Pensei em escrever-te porque as palavras não saem e o silêncio esse, liberta qualquer pensamento que possa existir em mim.
Não sei falar de cor, sinto, sinto tudo a pesar-me de novo nos braços, o erro. A vida toda ela é um conflito, bom e mau, amargo e doce, mas no fim tudo vale a pena.
Aprende-se sempre com o passado, todo o ser que passa na rua deixa consigo uma mensagem para nunca mais se esquecer, vamos dando pontapés ao futuro sem nexo, tal como as palavras que escrevo não fazem qualquer sentido neste momento.
Ponho-me a imaginar ser outra pessoa mas não é assim tão simples, tinha de viver de novo, longe de ti. Não morro de amores, porque ninguém deve morrer, o amor só nos liberta um pouco daquilo que somos, nada mais, é um sentimento que perdura e flui.
Escrevo porque também as palavras pesam e o vazio que foi preenchido dá sinais de si: um sorriso.
Podemos não sorrir ao mundo, nem sempre conseguimos fazê-lo. No entanto, confia, pode ser que ele nos sorria mais tarde e que a felicidade percorra o submundo, o infinito.
Só aí sim, o destino poderá dar conta de si e então aí as cartas de amor deixarão de ser ridículas e tudo passou pelo buraco da fechadura sem darmos conta, tudo passou como um erro corrigido, faz parte da vida, faz parte do mundo, do amor, de nós.

 

 

06
Set16

O coração que bate do outro lado

Carolina Cruz

5.png

 

 

A dor da saudade que sinto na tua ausência é tão intensa, quanto o sentimento de te ter na minha mão, de te ter comigo.
Sei e sinto-me sozinha sempre que estás longe, mas sinto-me bem porque sei que existes em mim. 
És o coração que bate do outro lado e de forma tão forte e quente. Tão quente que me arrefece e me faz morrer de amor.
És o fogo que arde e que sinto tão forte, que nada apaga o lume que se acende na chama de cada dia, em ti.

21
Mai16

Nós.

Carolina Cruz

7.jpg

 

 

 

O amor existe nas pequenas coisas, no respeito e na ausência, na saudade incontrolada que sentimos e na irremediável forma de matá-la.
O amor é o sentimento mais simples e mais pessoal quando é verdadeiro. E quando é nosso, damos-lhe o mundo, a vida e a alma na certeza de que tudo é em frente.
A distância endurece e o que dói fortalece-nos e faz-nos alimentar a ideia que tudo será feliz se estivermos juntos, no bem e no mal, em ti e em mim, num para sempre.
Juntos desembaraçaremos todos os nós da linha da vida e juntos seremos mais fortes, juntos seremos um só, seremos “nós”.

16
Mai16

Jogo fácil de ganhar

Carolina Cruz

95.png

 

 

Somos dois nadas perdidos no vazio, dois corpos estendidos no chão.
Minha alma (re)quer atenção tua, o mundo é um completo deserto sem a tua presença, que me liberta, que me vive, que me faz feliz.
Não percas nunca o beijo do respeito e do carinho eterno. A sabedoria das palavras está no sentimento.
O sentimento não se transmite apenas por palavras, é também por gestos feitos dia-a-dia, ao amanhecer, ao anoitecer, ao luar.
O amor pode ser um instante, um instante eterno da vida, basta querermos, basta lutarmos e nunca desistirmos.
Ser for verdadeiro lutamos e queremos junto, o caminho é mais fácil de percorrer e a vida um jogo fácil de se ganhar!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D