Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

20
Set18

[O teu olhar] A humildade e a lua

Carolina Cruz

Cláudia Fernandes (4).jpg

 

Um dia a lua perguntou-me porque é que eu sorria tanto como o sol. 
Eu corei, disse que admirava as suas estrelas, as que lhe faziam companhia no céu, à noitinha, e ela disse que nada serviam porque brilhavam apenas quando todos os outros seres dormiam, eu falei-lhe de humildade e disse que as valorizava.
Contei-lhe então que o meu sorriso brilhava tanto como o sol, mas que preferia continuar humilde como as estrelas. Que sorria para fazer alguém sorrir, que o que fazia na vida era mais por amor do que para ter sucesso, porque aprendi com alguém que vive no céu, que é uma estrela agora a brilhar, que se tentarmos brilhar como o sol, podemos encadear os outros com a nossa excentricidade, mas se formos humildes como as estrelas um dia os mais belos sonhadores revelarão a nossa beleza.

_________________________

Fotografia da autoria de Claudia Fernandes

16
Set17

[O teu olhar] Deixa-me ser o teu jardim

Carolina Cruz

Ana Ribeiro.jpg

 

Minha flor deixa-me ser o teu jardim, a tua primavera, o teu sol.
Nunca hei-de aprisionar-te ou colher-te, sei que o mundo pode ser cruel e eu quero proteger-te, mas sem controlo demasiado.
Vou conquistar-te e demorar-me nessa conquista, vou cativar-te como o Principezinho fez com a sua rosa. Concedes-me assim tamanho tesouro? O da tua amizade? 
Minha flor, a amizade é o nosso amor mais delicado,é o sentimento mais precioso da vida, é a base de tudo, sem amigos nada somos, nem uma verdadeira relação amorosa poderemos viver.
Por isso, peço-te que aceites, ninguém pode ter ou ser um amigo se não estiver disponível para dar o melhor de si, não se pode ser pela metade. Se se é amigo, tem de se ser complemente. Não há meias laranjas, não gosto de nada que não seja por inteiro.
A amizade sem compromisso, sem reciprocidade, é uma flor que murcha e eu quero que o mundo floresça, seja feliz. 
Quero-te do meu lado, mas se me concederes esse gosto, esse prazer que é tão simples, que é o de gostarmos de alguém.

 

Fotografia de Ana Ribeiro do blog "EscreViver", autora do seu mais recente livro "Ao Teu Lado

27
Jan17

[O teu olhar] Pedaços ligados

Carolina Cruz

1. Rita Fernandes Solis Photography.jpg

(fotografia da autoria de Rita Fernandes, da página Solis Photography)

 

O que me alegra nesta vida é saber que, independentemente de toda a chuva que me murcha, eu serei, sempre, a mais bela flor do teu jardim.
Sei que estou a teus pés, mas que me importa se é por ti que me ajoelho e floresço?
Eu só te quero bem e sei que tu, jamais me quererás mal. És o sol que me ilumina, eu sou a água que rega o teu jardim.
Que a tempestade nunca se quebre, porque é ela que nos mantém fortes, é ela que me faz florir, sorrir. É ela que nos torna melhores, mais tolerantes ao rio que passa e é nesse rio que todas as recordações surgem, é nesse rio que construímos quem somos.
Seremos sempre pedaços ligados de uma história comum.

 

29
Dez16

Preciso do Verão!

Carolina Cruz

8.jpg

 

Preciso de abandonar, por momentos, as preocupações desmedidas e sentar-me apenas, observando o mar, sentir o ar no rosto e pensar que a vida é simples.
Preciso de sentir o sabor da tua pele salgada, sentir a beleza dos nossos corpos morenos e prometer às estrelas que será sempre assim, que seremos sempre jovens enquanto a nossa realidade nos permitir. 
Quero acordar e sentir que há mais para além daquilo que me levanta todos os dias, quero acordar e ver o sol olhar-me nos olhos para me deixar feliz, preciso que ele desperte em mim um ser mais leve e que me prenda à força da vida.
Sim, eu preciso das noites quentes que me fazem escrever todas as horas, preciso das noites simples para brindar à amizade e ao amor, dos dias longos que nos aquecem a alma, que me aquece o coração.

Sim, eu preciso do Verão!

03
Out16

Aproveita a vida

Carolina Cruz

11.jpg

 

Aproveita a vida, o amor, a amizade, as coisas simples que ela te poderá oferecer.
Uma tarde de sol, uma boa esplanada, um refresco.
Uma tarde de chuva, um cobertor, um filme.
O que envolve o mundo, o que te envolve, que te rodeia.
Tudo vale a pena, todos os momentos são marcantes e as memórias que ficam eternas se viveres como se não houvesse amanhã, como se todos os dias fossem de sol, sim precisam de ser, dentro de ti, só assim sorrirás sempre, só assim aprenderás a ser feliz.

30
Set16

Dança(mos) ao luar.

Carolina Cruz

52.jpg

 

Dançamos ao luar. Sei que esta dança jamais terá um fim.
Olho os teus olhos e o teu sorriso nasce tão radiante quanto o sol de manhã.
Sei que me amas muito mais que tanto, o teu olhar expressa-o, reflete-se e une-se ao meu.
Somos metades que o luar uniu num mar infinito de verdades e certezas!
Ama-me, supera-me e sê feliz comigo, e então eu encontrarei para sempre o conforto para a minha felicidade, onde viverá também a tua. A nossa felicidade.

 

[Fotografia do filme "O diário da nossa paixão"]

20
Ago16

O sol brilhou.

Carolina Cruz

45.jpg

 

O sol brilhou para mim e eu, olhando, esperei que ele me fizesse sentir feliz e esperei também que ele me entregasse, nas minhas mãos, o presente do destino.
Na escuridão, ele veio para brilhar, foi aí que não querendo mais ninguém, te olhei nos olhos e me apaixonei perdidamente. Não pude negar que me perdi em cada instante que me enamoravas apenas olhando e apenas olhando desejava abraçar-te cada vez mais e prender-te em mim. 
E eis que o tempo soube como te dar a mão e agora, corro o mundo com esse mesmo sorriso, daquele dia, amando-te a cada minuto um pouco mais.

15
Ago16

És a palavra.

Carolina Cruz

36.jpg

 

És a palavra num segundo, amor, sussurro, sentido, tanto.
Quebras o gelo das minhas palavras e abraças o tempo como refúgio da minha alma, de um pedaço do meu coração.
Abrigas o meu sorriso e guardas os meus sonhos para que eles se sintam únicos, tal e qual quanto eu. 
És a magia que há tanto tempo completo, os olhos de felicidade que me delicio em contemplar.
Falar de ti é também falar de mim, é dizer-te numa palavra, amor. É sentir que nada mais importa se me sinto tão bem nos teus braços, se a minha alma me encanta e o sol canta em mim, que és tu.

05
Ago16

És onde quero estar.

Carolina Cruz

48.jpg

 

 

A onde quer que vás eu vou contigo ou se não puder mesmo ir, estarei contigo.
Porque eu sou parte de ti, sei que estou no teu coração e que mais ninguém invade o canto que me pertence e onde eu também moro.
O teu coração também é a minha casa, onde descanso todos os dias e me embalo num sorriso enorme, porque um olhar teu me basta para o sol brilhar pela manhã, mesmo que chova.
És onde sempre quero estar e, na verdade, onde estou sempre.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D