Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

01
Out18

Ela...

Carolina Cruz

41940935_532823597167814_6929162534972817408_n.jpg

 

Ela não é fria, ela simplesmente se cansou de dar o seu coração a quem, por uma ou outra razão, o engana, o desfaz.
Ela cansou-se de procurar abrigo nos braços onde vivia sem tecto, onde o chão que pisava era escorregadio e traiçoeiro, porque ela só se dá a quem ama de coração inteiro.
Não há metades, só quer certezas e, na sua vida, prefere ter poucos, mas aqueles que sabe que estão lá sem cobrança ou ciúme, com desejo de lhe querer bem todos os dias. Porque ela aprendeu que mais vale estar sozinha do que com quem não lhe quer bem. Afastar as más energias e as obrigações, já bastam os fretes no trabalho e na rotina, não há tempo para magoar numa amizade, só o faz quem quer e no seu coração só cabe quem ela quiser.

21
Mai18

Histórias que não quero esquecer!

Carolina Cruz

FB_IMG_1513525329626.jpg

 

 

 

Luzes na memória a brilhar. O meu sorriso e o meu tempo. O teu sorriso e o nosso tempo. 
A dor que amainou, o sonho que cresceu, o sol que mesmo sem raiar, apareceu. 
Obrigada ao mundo por existires, obrigada ao destino por te conhecer e obrigada à vida por te pertencer. 
Foi amizade à primeira vista, foram gargalhadas infinitas e uma cumplicidade sem fim. Como posso um dia querer perder-te? Jamais!
É verdadeiro o que sinto, tão verdadeiro que nem sei explicar. Quero que este sentimento nos abrace até ao fim dos nossos dias. Quero que me vejas no altar, quero ver-te feliz, quero que brinques com os meus filhos, quero apoiar-te na dor, quero que me dês na cabeça quando pensar em desistir dos meus sonhos, quero que empurres comigo as minhas pernas quando elas não puderem mais e ainda assim dancemos e agradeceremos a nossa velhice.
É amor isto que nos une, não é? A amizade é a constante primavera da vida, que não nos deixa esmorecer. Obrigada por seres tu, por estares aí, obrigada por dares tempo sem contratempos, sem cobranças desmedidas, por aceitares que o tempo nem sempre nos abraça, mas que nos abraçamos sempre como a primeira vez, como se a distância não tivesse passado, como se muitos meses não tivessem passado até ao nosso encontro. 
Luzes na memória a brilhar. Momentos que construímos para sempre, para ficar na história e histórias que não quero jamais esquecer!

18
Mai18

Deixei...

Carolina Cruz

Adventure.jpg

 

 

Deixei de ter medo.
Deixei de ligar, desapeguei-me.
Deixei de recear a tua opinião crítica e maldosa, e guardei para mim o que sinto ser bom de se guardar – os valores, a opinião sincera e a boa educação.
Deixei de recear que não me defendesses, que me culpasses por erros qie cometi ou não, ou que fosses pouco franco em valorizar-me ou a amar-me.
Deixei de me apegar com medo de perder, aprendi que deixar alguém livre é permitir que ele possa escolher ficar e escolher ficar é o melhor presente que podemos dar a alguém. Escolher ficar é ter presente no coração que se é amado, que aquela pessoa gosta de quem somos. E isso não basta? Isso não sabe pela vida? Termos poucos amigos não significa, em nada, que somos más pessoas ou antissociais, não, nada disso, significa que partilhamos os momentos com os que nos são verdadeiros.
Já apreciaste a maravilhosa sensação de fechares os olhos e apenas sentir que o tempo passa? Que uma simples canção nos encanta a alma e nos faz sentir bem!
Isso chama-se paz de espírito! E sabe tão bem senti-la.
Essa que nos faz existir e persistir apesar de todas as dores que ela nos possa trazer. 
Tu és tu, és a música que cantas no chuveiro, o riso estridente que não te envergonhas de soltar, és a roupa que escolhes vestir, tu és tu, não importa os outros.
Deixa de ter medo também, desapega-te das memórias feias e das pessoas que não te acrescentam. 
Vive a tua vida e sê tu, sê feliz.

 

 

 

 

_______________________________________________

Fonte da foto: adventure in "we heart it"

08
Mai18

Sorrir!

Carolina Cruz

Sorrir.
Sorrir com os músculos todos, com intensidade, com felicidade, com leveza.
Sorrir com a alma em paz, com uma música, com um texto bonito, com um amor, com amor-próprio. 
Sorrir porque sim, porque se é louco, porque se ama a vida no seu esplendor, sorrir pelos detalhes do que ela nos oferece. 
Sorrir porque deixámos de sofrer, nos desapegámos de alguém que não nos respeitava, sorrir para mostrar que somos felizes sozinhos sem depender de um amor doentio, sorrir porque somos realmente felizes, porque estamos melhor assim.
Sorrir porque é bom sorrir, cumprir um sonho, cumprimentar um desconhecido, sorrir ao receber um abraço, ao fazer bem ao outro, ao mostrar que a vida tem ainda tanto para viver e de belo. 
Vamos sorrir porque sorrir não nos cura todas as dores, mas demonstra a nossa força e o nosso sentir de querer mais e melhor, de sonhar mais alto e viver bem.
Sorri, que eu adoro tanto o teu sorriso.
Anda lá, dá-me o teu melhor sorriso!

Zahraa A. Aljaleel.jpg

 

_______________________________

Fonte da foto: Zahraa A. Aljaleel em "We heart it"

07
Mai18

[Cinema] "Aşk tesadüfleri sever"

Carolina Cruz

75a7864820e1b7b72148c95e46fb9d12.jpg

 

Mais um filme pouco conhecido, daqueles que vocês sabem que eu adoro falar-vos e comentar convosco. 
“Aşk tesadüfleri sever”, com tradução em português de “O amor gosta de coincidências” é um filme turco, de 2011, que nos fala sobre o amor, a família e as coincidências da vida e do destino, pelos quais também somos um pouco (ou muito) responsáveis.
E somos responsáveis sim, pelas nossas atitudes, não basta apenas amar, amar somente não interessa, interessa as atitudes, as ações, as palavras ditas com o coração, o sentir mas sobretudo o demonstrar que sentimos.
Acredito que as pessoas não aparecem nas nossas vidas por acaso e não é ao acaso que tudo acontece, mas acontece também porque desejamos que aconteça e por deixarmos que aconteça. Porém também acredito em coincidências e no que toca ao amor podem ser e são muitas vezes surpreendentes. 
“O amor gosta de coincidências” fala-nos ao coração, leva-nos a questionar muita coisa, sobretudo a nossa existência e o seu valor, as relações pessoais e amorosas, o perdão e a dor. Deixa-nos questões fundamentais quando se ama alguém:

 

 

“Quando foi a última vez que tremeste por dentro ao tocares em mim?
Algum lugar te pareceu mais bonito só porque eu estava lá?
Já te sentiste realmente feliz só, e apenas só, porque eu estava contigo?
Um momento fugaz juntos alguma vez significou tudo para ti?”

 


Refletindo assim, o que é verdade, nem sempre amar basta, precisamos de intensificar e cuidar do nosso amor diariamente. Se nada é para sempre, porque não fazer durar e conquistar todos os dias quem amamos e o que desejamos?
Vejam, porque se gostam de filmes que vos fazem pensar, chorar e sorrir de emoção, este é um deles!

 

 

24
Abr18

Meu bem maior

Carolina Cruz

FB_IMG_1514374073316.jpg

 

Fazes-me viver.
Fazes-me querer cada dia com a intensidade da primeira vez em que piso a Terra cheia de sonhos.
Adoro o teu abraço, renasço sempre que me envolves.
És, todo tu, amor em mim. Os teus olhos são meu espelho e eu adoro sorrir-lhes, porque retribuis esse sorriso e eu apaixono-me de novo, e de novo, e de novo…
És o meu conforto, a minha casa.
Levaste todos os meus fantasmas embora, contigo não temo o amanhã, a morte, o que virá.
És a minha sorte. A minha luta todos os dias, a minha valentia, e enquanto for dia no sol da nossa vida, serás sempre o meu bem maior.

05
Abr18

Chora.

Carolina Cruz

tumblr_static_cpu05cwo5pkokgs4ogk84gwco.jpg

 

Há dias em que tens de chorar rios para sorrir mares. Conheces a expressão, certo?
É isso que tens de fazer, rapariga!
Chega de te fazeres de forte, quando sabes que estás prestes a desabar.
Hey! Já aguentaste tanto calada, sem derramar uma lágrima... És humana, não obrigues o teu corpo a esmorecer só porque tens de chorar e não o queres fazer.
Por favor, chora. 
Não é que eu te queira ver chorar, mas sei que tu precisas e é tão necessário. 
Também conheces a expressão que é "preciso chuva para florir" não é?
Então chora, se sentes vontade disso, chora.
Não tenhas vergonha. Acredita que não és menos forte por isso, muito pelo contrário, esse teu choro é a prova que demoraste dias a concretizar, a lutar, a travar batalhas contra ti mesma.
Chora, porra!
Chora, que amanhã será melhor.
Acredita e só depois, então, sorri com leveza, apenas e só porque acordaste mais um dia. Não é tão bom?

13
Mar18

Escritor...

Carolina Cruz

WORDS.jpg

 

Um cálice de vinho do Porto, águas bravas, chuva lá fora, escuridão, noite. 
Qualquer escritor sabe que é nas bravuras da madrugada que a vida nos inquieta, que a solidão chega para abraçar o dia que nada mais é que a luz da escrita, das folhas, das palavras que se cospem para um qualquer papel de rascunho.
O que se escreve é o que corre nas veias, a amargura, o despeito, o fim de um amor, um coração desfeito, a perda e a ficção, tantas vezes baseadas nos próprios acontecimentos diários que nada têm a ver com o que se escreve.
Vive-se constantemente a inventar uma história que não é nossa, um amor que não é real, bem se dizia que um “poeta é sempre um fingidor”, finge o que sente e o que não sente, intrigando-se com o que sentem os outros, inspira porque expira tudo aquilo que crê que lhe vá na alma.
Dorme mal e quando dorme é para se inspirar, para sonhar, para analisar, para viver também nos sonhos que sonha e que quer tornar realidade. 
É difícil compreender um escritor, mas se por ti ele se apaixonar, acredita, na dor que lhe provocas, no amor que lhe tens, na vida e na morte serás eterno. 
Escritor de sentimentos, falácia de pensamentos, grandeza de coração, a inspiração surge, mesmo no ímpeto da escuridão.
 
03
Jan18

Sê, sempre, tu!

Carolina Cruz

36cd1cd0c06c46f21209dd24b3766fd3--beach-photograph

 

Afasta-te de quem não te faz bem.
Afasta-te de quem não te acrescenta, de quem não te ama.
Afasta-te de lugares a onde não te sintas em paz.
Aproxima-te de quem te dá a mão todos os dias e não te apoquentes com aqueles que não gostam de ti, que te tratam com indiferença ou que rejeitam a tua companhia.
Aprendi ao longo dos anos que não precisamos de deixar de ser quem somos para nos encaixarmos num grupo ou para que alguém goste de nós.
Esquece, só perdes o teu tempo e a tua identidade, porque para quem gosta de ti, os teus defeitos não são importantes, a tua forma de ser é um complemento para quem está ao teu lado.
Nunca mudes quem és por alguém não gostar de ti.
Nunca sejas frio porque alguém te magoou.
Nunca desacredites do amor porque o teu coração quebrou. 
Não, nada disso.
A vida é um ciclo. 
Fases... é isso a vida!
Aprender, crescer, somar...
Nunca reduzir!
Nunca reduzir nos abraços, nas surpresas, no carinho por quem amas, nos momentos felizes.
Nunca te reduzas a quem não és.
Se fores tu, muitos vão querer-te ao seu lado por essa mesma razão, porque mesmo que a vida te tenha sido dura, tu nunca desististe dos teus sonhos, daquilo que sempre ditou a tua alma.
Sê, sempre, tu! 

29
Dez17

O mundo é um lugar bom

Carolina Cruz

foto_11.jpg

 

Por favor, olha para ti, levanta a tua cabeça, olha para mim então...
Não te menosprezes por achares que amas demais, não te aches ridícula... 
Nunca ninguém ama demais, apenas sente com o coração e sentir com o coração é viver inteiramente.
Não chores por alguém não te ter dado amor, ridícula é essa pessoa que não sente, ela é que devia chorar, mas pelo que me contaste não está preocupada em ter sentimentos... Por isso, aproxima-te de ti mesma e afasta-te desse alguém que simplesmente não te quer. 
Por favor, não chores. És tão bonita, por dentro e por fora. 
A vida haverá de te sorrir, o amor virá para te fazer sonhar. 
Não te lamentes por quem não merece, seja quem for não merece encontrar-te com lágrimas a correrem pelo teu rosto de seda. 
Tu és tu, um ser especial, e amar é uma definição tão própria e tão boa, que não deverias sofrer por isso e manter na tua vida quem te quer realmente. Tu não és para qualquer um, entende isso. Nem toda a gente te entende como tu pareces entenderes os outros. 
É por isso que te digo, sorri em vez de chorares. Porque o mundo, o mundo é um lugar bom por existires. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D