Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gesto, Olhar e Sorriso

Palavras que têm vida.

26
Jun16

Um bom vivã

Carolina Cruz

18.jpg

 

Não podemos desconfiar demasiado da vida nem podemos ter demasiadas expectativas, sabemos que uma quanta parte delas saem furadas. A vida tem um limite, apenas a tua capacidade de viver e de lutar por ela não.

Um bom vivã rege-se pelas seguintes regras:
1. ver o passado como um tempo finito, "não quero que volte, não o quero mudar, quero apenas e só recorda-lo, isso faz-me feliz, faz-me crescer."
2. viver o dia de hoje aproveitando cada sorriso, cada lágrima profunda, cada palavra, cada sentimento, cada abraço forte como se o amanhã fosse uma miragem.
3. O futuro pode existir, essa miragem, está perto e quando ele necessita ser projectado e pensado então aí peguemos nele, quando ele implorar, necessitar ser explorado.

Nunca ninguém escreveu certo sobre o que irá fazer amanhã. Quem é a pessoa certa, perfeita que hoje diz "amanhã será assim, assim e assim." e é mesmo? Os planos mesmos que parecidos nunca são exactamente certos, na vida só a morte é certa.
Por isso desfruta do que tens a teus pés, da dádiva que possuis, respira e deixa-te levar pela janela do sorriso, pela brisa suave da alma, somente ela importa.

 

(Foto: filme "127 horas")

22
Mai16

As minhas palavras

Carolina Cruz

1.jpg

 

 

Só envelhecerei quando tudo perder a cor, só morrerei se as palavras que escrevo deixarem de fazer sentido e já não servirem para nada.
Vejo o meu futuro ao longe e só tenho uma certeza, faça o que fizer da vida nunca me esquecerei das palavras, nunca perderei o hábito de as colocar no lugar certo e das expor com alma.
Eu escrevo como vivo e se algum dia as palavras me falharem, já não devo estar em mim.
O meu sonho será sempre que alguém me siga o percurso e que faça das letrinhas o meu sossego, levar a cada canto a minha alma, que é feito de rio e calma.
As pequenas ondas do meu cabelo levam ao segredo e quando sinto, qualquer que seja o sentimento, eu desejo escrever e que essa escrita não tenha fim.
A minha alma é por isso um desassossego acolhedor, feito de contrastes, mas feliz, sentindo-se livre, sentindo-se viva.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parcerias

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D